Posted by : LKMazaki quarta-feira, 2 de novembro de 2011

De volta com o fanfiction yuri que está menos yuri do que nunca! Desculpem a introdução, mas vamos concordar que nossas heroínas precisam de grandes desafios para que torçamos com mais vontade pela sua felicidade!

Postagem quase atrasada, mas ainda em tempo. Desculpem por isto, mas não estou muito bem de saúde e espero que isto não se reflita muito na qualidade da escrita. Qualquer coisa, sintam-se avontade para puxar minha orelha =D


Destiny 01 - kono-ai-setsu - pdf(mediafire)
Destiny 02 - kono-ai-setsu - pdf(mediafire)
Destiny 03 - kono-ai-setsu - pdf(mediafire)
Destiny 04 - kono-ai-setsupdf(mediafire)
Destiny 05 - pdf(mediafire)



Mastered Negima Destiny

CENA 05: Confronto

Nem mesmo o som do vento foi percebido pelos ouvidos dos quatro jovens, após terem absorvido o som das palavras do assassino lendário. As palavras ditas por Ice Soul haviam penetrado no coração de cada um deles, calando-os por completo por um momento.

A mente de Setsuna disparou em seguida, ainda que não fosse capaz de mover um músculo sequer. Os pensamentos iam e vinham em uma velocidade vertiginosa, em giros infinitos de choque e incredulidade. Chegou a sentir náuseas, mas talvez fosse apenas o pavor:

― Não faz sentido. ― foram as palavras que escaparam pelos seus lábios, muito mais como um reflexo de sua mente, o pensamento mais repetido a cada instante, do que realmente uma forma de protesto pelo destino que acabara de lhe ser apresentado. O som rouco da sua voz pareceu despertar os outros do transe.

― Não faz mesmo! ― exclamou Kotarô, indignado, dessa vez encarando a sombra que pairava tranquila em meio as correntes de ar. Sentiu raiva de si ao perceber como suas pernas estavam pesadas e fracas.

― Como eu disse, jovens, não é somente o poder mágico que mostra como um ser pode ser memorável. ― repetiu a voz surreal da figura feita de sombras. ― Vocês deviam perceber como são raros e formidáveis, garotos mestiços que enfrentam toda a sociedade para ter o direito de existir.

― M-Mas. . . ― gaguejou Asuna, aturdida.

― N-Não importa quem você pense que escolheu, não vamos deixar seu caminho livre! ― exclamou Negi, que cerrava os punhos com força. Como aquele monstro tinha coragem de proferir maldições ao monstrar como a vida de Setsuna e Kotarô era digna de reverência?!

― Por que logo você daria valor a mestiços, Assassino Imortal? ― questionou Setsuna, que talvez pela incredulidade ainda não conseguia sentir todo o horror da condenação que acabara de receber.

A sombra deixou escapar um som de leve riso:

― Logo você me pergunta isso, Sakurazaki Setsuna? ― desafiou o ser, tendo um tom sutil de entendimento na voz que confundiu ainda mais as ideias de Asuna, Negi e Kotarô. Porém a estas palavras a shinmei piscou em em surpresa por um momento, antes de franzir mais as sobrancelhas.

― Droga, você só pode estar de brincadeira! ― berrou Kotarô, já tendo passado do limite de da pouca paciência que possuía, avançando como uma fecha na direção da figura escura flutuando.

Ainda que não houvesse expressão na máscara alva que usava, Negi poderia jurar que Ice Soul estava sorrindo quando o meio-kuzoku atacou. O mago amaldiçoou o fato dos seus reflexos não terem sido rápidos o bastante para deter o amigo. Sua mão ficou no ar quando Kotarô passou pela altura do seu ombro.

Um brilho rasgante e prateado cortou o ar quando Ice Soul sacou de suas sombras um florete. As rajadas de vento se tornaram quase um tufão envolvendo o mestiço e o monstro. A criatura não proferiu qualquer som quando baixou sua arma, gerando outro corte luminoso, quase invisível devido sua altíssima agilidade.

Imediatamente o ar parou de se mover e o som do berro de Kotarô chegou aos ouvidos dos outros três, um instante antes do corpo deste cair violentamente no solo, não muito distante da posição que o mesmo esteve antes da investida despropositada.

― K-Kotarô?!?! ― berrou Asuna, hesitando por um segundo em sair da posição de defensa que ainda mantinha (tudo havia ocorrido rápido demais sequer para poder mover-se), mas em seguida ela virou e correu em direção ao rapaz que se contorcia. Ela não era um alvo afinal.

― . . . ― uma onda gelada correu pelo estômago e coração de Setsuna quando ela viu os diversos cortes profundos pelo corpo do meio-kuzoku. Havia sido completamente destruído em um único golpe. Ainda que todos achassem que a shinmei era uma pessoa altruísta, capaz de somente fazer o bem pensando nos outros, naquele momento de medo puro ela teve um pensamento simples e totalmente egoísta:

"Kono-chan".

Negi não se moveu por um instante, ao testemunhar a técnica mortal do ser. Pareceu-lhe claro o motivo do lendário assassino jamais ter sido derrotado em tantos séculos que aterrorizava magos e guerreiros. Parecia impossível que alguém pudesse ser mais destrutívo e cruel, em uma velocidade tão assombrosa, em uma batalha um contra um.

"Um contra um", o mago não se deixou desesperar, pois depositava todas as esperanças de que eles não estava sozinhos. Tinham uns aos outros, tinham Mahora com eles. Muito em breve os outros magos chegariam e a batalha se tornaria mais justa.

"Droga, Kotarô! Por que tinha que ser tão imprudente assim?!" exasperou-se o professor, sem sequer piscar, mantendo o olhar na criatura que voltara a flutuar pacificamente no ar, talvez a espera do próximo tolo.

Não seria o jovem mago-guerreiro, com toda a certeza e, se dependesse deste, não seria mais ninguém.

― F-Fujam logo daqui! ― berrou Setsuna, com a voz e expressão duras. Ela empunhava Yuunagi para o ataque, pois sabia que defender-se seria inútil. Se fosse combater não haveria atitude mais tola do que perder seu único segundo de oportunidade com defensas.

― Urrghhhh. ― gemia Kotarô no chão, incapaz de sequer perceber a presença de Asuna, que estava de joelhos logo ao seu lado. A jovem mesma não podia fazer nada pelo ferimentos graves do kuzoku, mas não conseguia deixá-lo ali abandonado.

― O que está dizendo, Setsuna?! ― exclamou Negi, olhando de lado para a espadachim, já tendo esquecido a muito tempo os honorifícos ou formalidades. O sangue latejava aos seus ouvidos como ele talvez jamais tenha sentido antes em uma batalha. O jovem professor-mago estava experimentando um tipo de ódio completamente diferente de qualquer outro, pois dentro de si duas forças lutavam para convence-lo de que era impossível vencer ou de que só deveria faltar mais um instante para uma legião de magos chegar até o local.

― Vão! Agora! Vocês não precisam morrer à toa! ― disse Setsuna, mal movendo o maxilar. No seu interior porém haviam apenas exclamações aterrorizadas, de uma jovem que temia algo pior do que a própria morte.

"Kono-chan! Kono-chan!"

― Sábio conselho este que você profere aos seus, Setsuna Sakurazaki. ― disse Ice Soul, fazendo os olhos dos três que ainda tinha forças se voltar para sua figura. ― Realmente és uma pessoa digna como pensei. Será uma honra tê-la em minha lista, riscada com a data desta noite.

E antes que algum deles pudesse mover-se um centímetro o lendário Assassino Imortal fez seu movimento. Setsuna pode ver antes do caos lhe alcançar que as sombras vieram para si. Depois disso tudo o que a shinmei percebeu foi a onda de vento lhe tirar Yuunagi das mãos como se tira um graveto de uma criança. O brilho safira do olho de Ice Soul, tão próximo do seus. Não houve o brilho de um corte da espada do assassino, mas a hanyou pode sentir o corpo girando no ar quando foi atingida por um forte impacto.

Quando percebeceu-se estava com o rosto no chão e a dor aguda chegou ao seu cérebro. Vinha do seu ombro direito, que tinha os músculos e ossos quebrados. Não era como se tivessem somente partido, mas como se tivesse sido esmagado da maneira a fazer-lhe sentir a maior aflição possível. Setsuna não ligou quando as lágrimas sairam dos seus olhos, ou da sua respiração entrecortada por gemidos audíveis de dor. Já era bom o bastante que fosse ainda capaz de manter a consciência.

Negi e Asuna não puderam ter qualquer reação. Quando perceberam apenas podiam ver o corpo de Setsuna caído a mais de sete metros e, para piorar, a sombra do monstro assassino pairando quase um metro acima da cabeça da shinmei, como que apreciando os efeitos do seu ataque:

― Malditooooo!! ― berrou Negi, avançando num só impulso contra Ice Soul. Asuna sentiu o coração gelar, tendo certeza de que o garoto teria o mesmo destino dos outros.

Porém antes que o mago alcançasse a figura que apenas o observava silenciosa, uma rajada de poder poderosa cruzou seu caminho, indo contra Ice Soul. Negi deteve seu impulso ao perceber a onda de frio que aquela energia havia deixado no ar e o assassino esquivou-se do ataque, recuando alguns metros.

Asuna deixou escapar um suspiro de alívio quando viu a figura de Evangeline em pé sobre uma das luminárias que havia no caminho. Planando logo atrás da lendária vampira estava Chachamaru com a expressão impassível que era sua de costume:

― Então você realmente está por aqui, Ice Soul. ― disse a vampira com um tom de sarcasmo, ajeitando sua comprida capa negra. ― É realmente muito incomum para você, ter coragem de aparecer em frente a várias pessoas, para quem costuma agir como um rato.

― Evangeline Athanasia Katherine McDowell. . . ― disse Ice Soul, com o tom mais sério, com o seu olho azulado brilhante voltado para a pequena figura imortal. ― Então realmente estas amaldiçoada nesta cidade. Como vês, acredito que não é a mais apropriada hora para falar.

Eva de uma risada debochada às palavras do ser:

― E não ficou ainda claro que não é hoje que você vai riscar mais dois malditos nomes no seu pergaminho fétido, seu verme? ― afirmou a vampira, com um tom, se é que é possível, ainda mais ameaçador do que suas palavras. Negi e Asuna se surpreenderam, quando viram o vilão recuando mediante estas palavras.

― Acreditas mesmo que podes intervir desta maneira sempre, vampira? ― contrapôs Ice Soul, com um tom que deixou escapar algo de exasperação.

― Ha. . . então vai mesmo deixar de ser um rato covarde e enfrentar todos os magos que estão vindo pra cá? Achei que você só fosse o "temido e invencível" enfrentando crianças sozinhas. ― provocou, sem o menor temor.

"Mas é claro, ela é imortal, Asuna" pensou consigo a ruiva, quando batendo com a mão na testa. Porém o que mais a assombrava era a reação de Ice Soul: parecia realmente encurralado somente pelas palavras da vampira.

Para surpresa ainda maior, a sombra negra virou-se, não sendo mais possível ver seu olho brilhante, em meio às sobras que se confundiam entre as suas e a das árvores que cercavam a paisagem:

― Vejo que minha caçada em Mahora será ainda mais divertida do que imaginei. ― disse. ― Terei que agradecê-la em outra oportunidade por me propriciar isto, McDowell.

E tendo dito isto, Ice Soul partiu em uma velocidade assombrosa pela escuridão, sendo perdido pela percepção de Negi no segundo seguinte. Um instante de silêncio ainda se fez, mas foi logo quebrado por um gemido de dor de Kotarô, que mal tinha percebido o que se passara, mas tinha noção de que por algum milagre ainda viveria para se recuperar daqueles ferimentos:

― Eva! Que bom que apareceu! ― exclamou Asuna, em sua maneira pouco cortez de demonstrar o tamanho de sua gratidão por terem escapado de alguma maneira.

― Na verdade. . . ― começou a vampira ao descer da luminária, observando enquanto Negi se ajoelhava ao lado de Setsuna, para tentar prestar-lhe algum socorro. ― Mesmo que o Ice Soul tenha sido impedido, as consequências desta noite serão tão marcantes do que um de seus assassinatos.

― Mas. . .

― Escreva o que eu digo, Kagurakaza, esta noite não será lembrada como uma vitória sobre a morte certa. Mas como o início de um pesadelo do qual não há escapatória. ― profetizou a vampira, encarando os olhos bicolores da ruiva, que sentiu um sentimento geladode temor que não passou pelo resto daquela agitada noite.


[Continua]

2 Responses so far.

  1. Saudações


    Agora as cartas estão sendo colocadas na mesa...

  2. Anônimo says:

    mto bom!
    estou adorando xD

Translate to your language:

Seguidores

Parceiros

Parceiros | Yuri

Kiyoteru Fansub
Gokigenyou
Moonlight Flowers
S2 Yuri
Yuri Licious
Yuri Private
Yuri Zone

Parceiros | Blogs e Sites

Anikenkai
Chuva de Nanquim
Elfen Lied Brasil
Gyabbo!
Jwave
MangaBa
Mithril
Mundo Mazaki
nbm² - Nobumami
Netoin!
Shoujismo
Você Sabia Anime?

Arquivo do Blog

Popular Post

- Copyright © | Kono - Ai - Setsu | - fonte para yuri, shoujo-ai e girls love desde 2007 -Metrominimalist- Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan -