Posted by : Roberta Caroline sábado, 3 de setembro de 2011


Oi gente! Aqui ainda houve nenhuma review sobre Maria Holic, mas acredito que todos do fandom devem saber por alto do que se trata a história. Mas deixa eu falar aqui a sinopse básica: Maria Holic é mais uma daquelas séries que se passam em um mundo povoado por garotas lésbicas yuris e normalmente essas histórias se passam em conventos ou escolas femininas. É o que agente chama aqui no nosso nicho de “Contos de fada” e antes que eu comece a falar mal dos haréns yuris, me deixe voltar ao ponto de partida. Em Maria Holic, a única lésbica é Miyamae Kanako, que se transfere para escola Ame no Kisaki, procurando seguir os passos de seus pais, que também se conheceram ali e tal qual, ela busca encontrar seu grande amor. Mas as coisas não ocorrem como o esperado, Kanako constantemente sofre hemorragias nasais ao mínimo contato com garotas, até mesmo se tratando de uma visão privilegiada, a “pervertida” derrama tanto sangue que constantemente acaba desmaiando e pondo tudo a perder.


E pra piorar, Kanako ainda cruza no caminho com Mariya Shidou, uma loira extremamente simpática e linda. É LÓGICOOOOO que a nossa padroeira Kanako logo começa a fantasiar e na primeira oportunidade, se depara com Mariya trocando de roupa. Ela, assim como VOCÊ AI também faria, não perde a oportunidade de dar AQUEEEEELA espiadinha (oi, Pedro Bial). Kanako descobre o segredo de Mariya, que na verdade é um homem travestido de mulher e mais, logo a frente também descobrimos o motivo pelo fato dele se vestir como uma garota. Motivo que esperávamos (ou pelo menos, EU ESPERAVA) que pudesse ser mais explorando em Maria Holic Alive. Mas bem, o fato é que desde então, a vida de Kanako se tornou um inferno, pois Mariya também descobre o segredo de Kanako, ela é lésbica. WOOOOW! TODOS faz cara de surpresa. Agora ela é obrigada a guardar o segredo de Mariya (que é importane ressaltar, é muito MACHO, o que torna tudo ainda mais surreal e engraçado) e ainda se torna alvo do groto sádico e manipulativo, que tem um status elevado no Ame no Kisaki, o que deixa a pobre Kanako em uma situação desigual. Seria TRÁGICO, seria uma novela mexicana se... SE NÃO FOSSE TOTALMENTE NONSENSE. Se a situação já não fosse ruim para a pobre Kanako, ela ainda não pode ter o mínimo contato com o sexo oposto que já começa a ter erupções cutâneas graças a sua alergia á garotos. PENSE só gente, que enredo mais maluco e o melhor, se trata de um shoujo-ai.


Depois de uma adaptação do mangá, de autoria de Minari Endo, para um anime de 12 episódios produzido pelo estúdio Shaft, tivemos a tão esperada continuação e enfim poderíamos ver o desenrolar de todas as situações desencadeadas na primeira temporada. E seria assim se... se o diretor Akiyuki Shinbo não tivesse colocado areia em nosso chopp. Maria Holic Alive também ganhou 12 episódios e uma qualidade técnica infinitamente superior ao da primeira temporada, a animação é excelente e parece um pãozinho francês cheirando longe. Mas, qualidade técnica é uma coisa, enredo é outra.

Como é comum da Shaft, a versão BD de Maria Holic conta com algumas modificações, como por exemplo, a inclusão de uma paródia com o anime Madoka Mágica, do mesmo estúdio.



Em Maria Holic Alive não há uma narrativa central, as coisas vão simplesmente acontecendo aleatoriamente, é quase como uma grande esquete humorística. E não é que seja totalmente sem graça, há humor ali, há situações que te fazem rir ou esboçar um leve sorriso no canto dos lábios, mas acaba não sendo o suficiente. Cansa e causa apatia, tente maratonar Maria Holic Alive e você sentirá esses sintomas. Funciona se visto esporadicamente e nem assim se torna mais interessante. Para quem assistiu a primeira temporada - que já era recheada de alucinógenos, mas que conseguiu se sustentar bem ao unir de forma interessante o nonsense e o enredo central – não deve esperar por um enredo linear aqui. Aliás, sequer há um enredo a seguir.

Dorgas pesadíssimas õ.õ 

O sensacional gancho deixado no último episódio da temporada passado, em torno do rosário de Mariya? Esqueça isso. Maior participação de Shizu Shido? Pare de sonhar. Maria Holic Alive pode ser visto sem nem mesmo ter se assistido a primeira temporada que você não terá grandes perdas. Pode assistir aleatoriamente que também não afetará o entendimento do episódio, como eu disse, é um amontoado de aleatoriedades, sustentado por muito tóxico e dorgas pesadas.

Objection!

Claro que há exploração de trechos de fatos acontecidos no passado, principalmente entre Mariya, Kanako e Shizu Shido, que dará a impressão de ter brotado do nada da história e vai ficar aquele WTF? do porque a personagem ser parecida com Mariya. Mas não é nada que perguntando á alguém que já assistiu ou lendo alguma review não se faça entender.


Nessa segunda temporada, nenhum dos personagens teve quaisquer mudanças pelo ponto de vista de desenvolvimento e background. A Kanako continua sendo a lésbica cheia de pensamentos impuros a procura da sua garota perfeita, como sempre muito trágica e azarada. Mariya continua com sua marcante ambiguidade, ou melhor, não. A ambiguidade é deixada praticamente de lado, cumprido seu caricato papel do transformista sádico, onde sua única aparente função é causar infortúnios para a pobre coitada da Kanako-chan. Matsurika continua maravilhosa ótima como sempre, em sua inexpressiva, mas contundente apatia, sempre com intervenções interessantes. Mas é isso, tudo muito raso e superficial. Nenhum episódio ou diálogos marcantes.


Como comentei mais acima, tecnicamente e visualmente é um show a parte, não poderíamos esperar menos da Shaft e do Shinbo, não é mesmo? A mistura de estilos visuais, que vão desde mangás shoujos, passando por animações na OP que aludem sobre outros gêneros, como a presença de um robô gigante, até crossovers, seja direta ou indiretamente. Os recursos visuais foram usados de forma incríveis, com uma excelente fotografia de fundo. É UM EXPETACULO VISUAL. Nem a excelente animação de Denpa Onna (também da Shaft), supera Maria Holic Alive em sua concepção artística. E como é gostoso vibrar ao som de "Run Run Riru Ran Ran Rara”, de Yuu Kobayashi, que abre os episódios 05, 07 e 12. Ah sim, as OP’s são diversas e possuem três versões, cantadas por cauda uma das seiyuus das três personagens principais.


Realmente há coisas interessantes em Maria Holic Alive, mas é muito pouco apenas se contentar com as fantasias de kanako, o delicioso sarcasmo da Matsurika, as trollagens de Mariya e todo o apelo visual. O potencial da série é alto é uma pena que toda a originalidade dela tenha esbarrado, dessa vez, no egocentrismo de Akiyuki Shinbo, que também fez um certo estrago em Soredemo Machi wa Mawatteiru, lá em 2010. Quem sabe qualquer hora dessas eu não dou uma olhadinha no mangá, né mesmo? Bye, bye. 

3 Responses so far.

  1. Anônimo says:

    É um anime engraçadinho até.

    Considero esse anime como yuri, mas tirando a personagem principal, realmente não tem nada...


    Acho legal assistir como anime de "comédia", mas não como anime "yuri" =p



    by:Hiei

  2. Anônimo says:

    Como você disse, tinha um potencial ENORME... Mas olha só o que fizeram com esse potencial! D: Foi um verdadeiro desastre.

    Não que eu não tenha gostado, meus eps prediletos foram os do níver da Sachi, do da Kana-chan e o ep da Miki-tan. Mas, mesmo assim... né? Queria um PLOT DE VERDADE!!

    Acho que a única razão pela qual continuei assistindo até o final foi por causa do Mariya. Afinal, a voz masc. dele é hot, eu queria ver ele sem a peruca, acho ele bonitinho com a Kana-chan, ele é meio tsundere(ah, vai, todo mundo gosta de tsunderes!) e, principalmente, de todos os loucos daí, ele é o mais são. Acredite, o personagem mais "são" desse anime é um TRAVESTI SÁDICO. Acho que o mundo vai acabar antes de 2012(*ironia*).

  3. Este foi o melhor (embora único, eu acho) review sobre Maria Holic†Holic Alive que já li até hoje.
    Não tenho nem o que comentar, pois você já disse tudo. Muito bom mesmo.

Translate to your language:

Seguidores

Parceiros

Parceiros | Yuri

Kiyoteru Fansub
Gokigenyou
Moonlight Flowers
S2 Yuri
Yuri Licious
Yuri Private
Yuri Zone

Parceiros | Blogs e Sites

Anikenkai
Chuva de Nanquim
Elfen Lied Brasil
Gyabbo!
Jwave
MangaBa
Mithril
Mundo Mazaki
nbm² - Nobumami
Netoin!
Shoujismo
Você Sabia Anime?

Arquivo do Blog

Popular Post

- Copyright © | Kono - Ai - Setsu | - fonte para yuri, shoujo-ai e girls love desde 2007 -Metrominimalist- Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan -