Posted by : Se-chan quinta-feira, 7 de fevereiro de 2008

CENA 21: OBJETIVOS



A manhã se iniciava quieta na floresta próxima a cidade acadêmica de Mahora. Parecia que tudo estava parado, que a própria natureza estava dormindo. Tudo ali parecia estático a não ser dois seres humanos que caminhavam lado a lado enquanto conversavam serenamente, como se temessem despertar a natureza de seu sono magnífico:
- O clima da manhã não é mesmo formidável querida? – perguntou Mash Magno recolhendo uma pequena flor pelo caminho e guardando-a em um pote pequeno e de aspecto frágil.
- ... – Setsuna-P nada respondeu ao comentário, na verdade o mago vinha tentando driblar a mudez da ex-shikigami desde o segundo dia convivendo com está, mas ainda não tinha conseguido muito sucesso. A quase-garota parecia sempre distante, concentrada em algo além que ele não podia ver.
- Pensando em seus objetivos querida? – perguntou suave como sempre. A “garota” encarou-o por um momento antes de responder.
- Talvez... e você, o que está fazendo catando essas ervas? – perguntou e o mago sentiu feliz por ela estar puxando conversa depois de cinco dias de silêncio.
- Ah... isto é só uma pequena precaução para a nossa breve investida... – respondeu sendo vago. Queria muito conversar com a quase-humana, mas interessava-se mesmo em tentar entender uma mente tão diferente e única que levara um shikigami até o estado em que se encontrava agora.
- “Nossa investida”... – repetiu refletindo a ex-shikigami. – Desde quando essa investida é nossa? Eu estou apenas retribuindo o favor que me fez salvando minha vida...
Mash demorou alguns segundo para processar a frieza das palavras da “garota”:
- Ora minha querida. Pensei que seus objetivos também estivessem em Mahora...
- “Meus objetivos”... – Setsuna-P refletia sem expor seus pensamentos. Mash teria dito a sua querida que não é um hábito muito educado ficar repetindo as palavras das outras pessoas com esse tom de desdém e dúvida que ela fazia se não estivesse interessado em descobrir mais do jeito de ser dela.
- Eu não estou certo?
- O que você sabe sobre os meus objetivos? – desafiou a quase-humana parando de caminhar e encarando seu salvador. Mash se surpreendia com a falta de temor pelo que poderia acontecer se ela desafiasse seu protetor. Claro que ele nunca faria mal a ela, mas ela deveria ao menos ponderar sobre o risco...
- Pouco. Por isso mesmo gostaria de ouvir de sua boca quais são eles, minha querida. – respondeu no tom mais afável e lisonjeiro que possuía. Setsuna-P não pode evitar sentir-se convidada a falar.
- Eu vou entrar em Mahora e tomar para mim Konoka Ojou-sama... – começou a “ex-shikigami” sem vergonha nenhuma de suas palavras. - ... eu preciso.... mereço...
- E em dois dias estará em perfeitas condições de obter isto! – apoiou Mash sendo cavalheiresco. – Apenas dois dias...
- Mas.... antes de mais nada... eu vou... me tornar Setsuna Sakurazaki...
Fez silêncio por um instante:
- Acho que não consegui acompanhar seu pensamento querida... – admitiu Mash que realmente fora pego de surpresa.
- Eu vou mata-la.... e terei a vida que mereço.... serei real...
Setsuna-P parecia absorta em seu próprio universo de aspirações e desejos. Parecia que nem mais notava a presença do mago logo a sua frente. Mash sentiu encantado e ameaçado ao mesmo tempo por aquela atitude:
- E como pretende fazer isso?
- .... você verá na hora... – respondeu vagamente Setsuna-P.
Mash teve a certeza de que ela nunca conseguiria mesmo atingir esse objetivo, claro que nunca magoaria seus sentimentos revelando-lhe esta verdade, mas tinha todas as certezas do mundo. Como seria possível realizar o que queria? Obter a vida de outra pessoa para si?
- E você? – perguntou de repente a quase-garota sentando-se em uma pedra logo ali. Encarava-o com curiosidade e o mago de presença imponente com sua capa negra não conseguiu deixar de sentir-se hipnotizado pelo rosto angelical moldado por aqueles cabelos negros lisos caídos pelos ombros. – Qual são, afinal, os seus objetivos?
- Eu vou entrar em Mahora e encontrar uma fonte secreta de poder mágico escondida pelo próprio Thousand Máster. Depois vou adquirir esse poder e vencer o lendário assassino que se infiltrou no Japão e me tornar uma lenda no mundo da magia. – contou o homem de meia idade com os olhos sonhadores. Setsuna-P(*gota*) observou reticente a quase narrativa fantasiosa do homem.
- E como pretende conseguir isso? – questionou sem conseguir esconder a incredulidade quanto ao mago achar tão simples a idéia de invadir uma cidade guardada por mais de uma centena de magos treinados pra descobrir um tal poder oculto guardado pelo Magister Magi mais famoso de todos os tempos simples.
- ... você verá na hora... – respondeu vagamente o mago da mesma maneira que fizera a “garota”. Setsuna-P teve certeza que o homem já estava mesmo na idade de caducar e o estava. Era simplesmente impossível realizar tal feito, mesmo que o tal “poder secreto” estivesse mesmo de fácil acesso nos terrenos de Mahora.
O mago refletiu em silêncio por alguns instantes enquanto Setsuna-P apenas observava. Não que ela tivesse se afeiçoado ao homem, mas devia algum respeito por um mago que armara uma missão falsa de roubo do tal Chikarasei apenas para libertá-la dos laços com sua “criadora”. Não jogaria na cara já velha do misterioso Mash Magno que ele era um louco, mas apenas por consideração aos mais velhos:
- Em dois dias nós vamos dar nossos primeiros passos decisivos para a conquista dos nossos planos querida. – afirmou o mago acordando do seu devaneio e voltando a catar ervas e flores.
- É... vamos realizar “nossos planos”. – concordou Setsuna-P perdendo o olhar na direção de Mahora. Uma pequena ponta da estrutura da ponte que ligava Mahora ao mundo externo era visível e a quase-garota parecia hipnotizada pela visão. Seus pensamentos se concentravam em seus mais profundos desejos, mais especialmente nas duas pessoas que habitavam nas suas aspirações: Konoka Konoe e Setsuna Sakurazaki. Era engraçado como elas tinham um papel totalmente contrário nos seus planos.
“Eu vou me tornar real”.



- Sério mesmo que aconteceu isso?!?!
Asuna Kagurazaka e Setsuna Sakurazaki terminavam mais um treino de kendo àquela tarde. Os ânimos haviam aliviado depois da conversa entre Setsuna e Konoka no refugio no dia anterior. Mesmo que nenhuma das duas tivesse contado a ninguém o conteúdo da conversa, quase que instantaneamente Asuna, Negi, Kamo e Evangeline deduziram que as duas haviam se acertado. Até mesmo as outras garotas notaram a diferença no clima entre o “quarteto maravilha” (Negi, Asuna, Konoka e Setsuna), mesmo sem ter certeza do que acontecera Paru e Asakura tinham certeza de que se tratava de algo do tipo “escândalo do século”:
- Quer dizer que aquela “vaca-anã” da tal Tsukuyomi teve a cara-de-pau de te agarrar assim a força?! – escandalizou-se a ruiva guardando a carta de pacto que até pouco era uma enorme espada.
- Não precisa falar tão alto assim Asuna... – advertiu Setsuna olhando para mais a frente onde Negi e Konoka conversavam enquanto assistiam ao treino.
- Bom, pelo menos você teve a dignidade de se livrar dela bem rapidinho... já a Kon...
- Não vamos entrar nesse assunto. – pediu a espadachim guardando Yuunagi e enxugando o suor. Asuna pode perceber uma leve sombra de abatimento passar pelo rosto da amiga. Mesmo que tivesse perdoado o acontecido era mesmo uma falta de delicadeza da parte dela tocar num assunto tão recente.
- Foi mal... – a ruiva sentiu desconfortável por um instante, mas a veterana fez questão de apagar aquele clima.
- Não se preocupe, já é coisa do passado.
As duas se encararam. Era em momentos assim que Setsuna percebia como era incrível ter uma amizade verdadeira com a qual contar. Só mesmo com Asuna ela poderia se abrir e ter contado do “incidente” em Kioto e mesmo só ela seria capaz de faze-la sentir-se melhor com aquilo referindo-se a Tsukutomi como “vaca-anã”. “Vaca-anã.... sinceramente...”:
- Ei, se continuar me encarando assim é capaz da Konoka ficar com ciúmes de mim. – riu-se Asuna despertando a espadachim que desconcertou-se completamente.
- HEIM?! – Setsuna corou por inteiro à piada e Asuna riu abertamente da cara da amiga enquanto Negi e Konoka chegavam até elas.
- Puxa Asuna, suas técnicas estão muito boas mesmo! Formidáveis! – elogiou sem receio o jovem professor e a ruiva sentiu-se incomodada.
- Ta mesmo ficando muito boa nas técnicas Nee-san! – concordou Kamo.
- Você sempre se esforça tanto nos seus treinos Set-chan... – comentou Konoka com um tom de “não se esforce tanto assim, pode fazer mal”.
- Só faço tudo isso para proteger você Kono-chan. – respondeu a espadachim com um sorriso que pegou Konoka de surpresa, e acrescentou para que apenas ela ouvisse. – Para poder estar sempre perto de você...
Konoka corou. Realmente pouco a pouco Setsuna vinha aprendendo a demonstrar mais seus sentimentos sem medo. Estava mesmo sendo uma experiência extremamente agradável acompanhar essa evolução de sua Set-chan. Ainda mais sabendo que seria a principal pessoa a lucrar com essa evolução toda. Quando havia se tornado tão interesseira? Bom, mas ainda assim era uma ótima oportunidade...
- Ara Set-chan, você está machucada. – disse a quase-maga reparando em algo no rosto da espadachim.
- Ãh? – Setsuna não entendeu do que a garota se referia, mas antes que pudesse ter alguma reação Konoka encostou seus lábios nos dela.
Asuna nem reparou na cena por estar de costas, mas Negi quase teve um ataque ao ver as duas garotas se beijarem. Ficou estático e com uma cara de “velho-tarado” assim como o arminho no seu ombro. Ao se virar distraída a ruiva se deparou com a cena de um Negi prestes a babar e decidiu que, ao invés de um ataque cardíaco, seria mais útil fazer o garoto retornar a realidade dando-lhe um cutucão.
Setsuna não conseguiu ter nenhuma reação contraria ao “ataque” inesperado da sua “praticamente alguma coisa”, apenas aproveitou os instantes de contato com os lábios macios de Konoka antes que essa se afastasse e a espadachim voltasse a realidade corando violentamente afastando-se cinco metros para trás:
- K-K-K-K-Ko..... – tentava balbuciar a shinmei em protesto a algo que nem sabia o que seria, mas não conseguiu concluir o raciocínio mínimo necessário para formar uma palavra completa.
- Agora sim. Você estava com o lábio cortado Set-chan, deveria tomar mais cuidado durante seus treinos. – recomendou Konoka com seu sorriso de sempre que retornara com toda a força depois de acertar-se com Setsuna. Pouco a pouco a espadachim foi conseguindo sair do estado de choque e entender melhor o que tinha acontecido. – Vamos indo pessoal? – perguntou a quase-maga virando-se para Asuna e Negi como se nada tivesse acontecido.
- Ah...... bah...... – tentou dizer o garoto que parecia tão aturdido quanto Setsuna.
- ... Ta certo.... – concordou Asuna sem encarar Konoka, com a face meio corada.
Os quatro amigos (“amigos” só pra falar de uma maneira genérica...) partiram em direção a republica estudantil. Konoka conversava distraidamente com Kamo e Negi (o garoto ainda parecia um pouco abalado com a visão que tivera) enquanto Asuna e Setsuna aim seguindo-os um pouco mais silenciosas:
- Hunf... – resmungou a baka red torcendo a boca. Setsuna sentiu incomodada com o silencio da outra.
- Ah.... algum problema Asuna? – perguntou sabendo que estava sendo muito cara de pau em faze-lo.
- Nada demais... – respondeu evasiva e sua expressão foi se tornando zombeteira. Ela encarou a veterana com um sorrisinho maroto. – Você e a Konoka estão se dando bem mesmo, não?
- QUÊ?! – a espadachim ruborizou violentamente. Não tinha nem como responder ao comentário. Asuna aproveitou-se da falta de reação da amiga para começar a cantar baixinho numa voz fininha.
- Ta namorando... Ta namorando...
- ASUNA!?!?!?
- hehehehe.....
- Ah.... Konoka.... fico feliz que.... você e a Setsuna tenham voltado a se entender... – comentou Negi tentando ser impassível sem muito sucesso.
- Obrigada, Negi. – respondeu Konoka ficando rosada.
- Ta namorando.... ta namorando...
- ASUNA! DÁ PRA PARAR COM ISSO?!?!
Setsuna passou o resto do caminho de volta para a republica tentando de todas as maneiras calar a amiga. Isso incluindo sufocar e até técnicas shinmei para o divertimento de Negi, Konoka e Kamo que não podiam ouvir o que afinal a ruiva dizia para irritar tanto a tímida espadachim.
No intimo, porém, Konoka sentia como se estivesse sido sorteada na loteria tamanha era a sua felicidade. Poder “brincar” com sua Set-chan e ver uma cena divertida como aquela depois de.... bem, não importa realmente o que, mas.... não conseguia deixar mesmo de sentir como se tivesse acabado de acordar de um sonho ruim. Apenas um sonho que não poderia mais lhe fazer mal agora que estava bem acordada. Agora era só aproveitar os dias longos de paz e... outras coisas, que estavam ali.
“Nada vai nos atrapalhar de agora em diante Set-chan”.

3 Responses so far.

  1. Uoooooow Capítulo 21! Lives na velocidade da luz!
    Mizaki, sinceramente, estou adorando! E sinto que este é só o começo. Setsuna-P está ótima, com uma personalidade muito bem definida e colocada na fic. Adoro ela! Apesar de saber que ela vai causar alguma confusão em nosso casal. Konoka e Setsuna também estão perfeitas! Adorei como você deixou bem clara a amizade entre ela e a Asuna, é algo que estou tentando colocar em minha fic também. "Tah namorando... tah namorando..." XDDD MUITO BOM!
    Muito "Asuna" fazer algo assim XD
    Negi velho tarado XD
    Sei que nem sempre passo para comentar, mas estou acompanhando! Pude perceber que esta fic será bem longa, o que não é algo ruim, estou ansiosa pelos próximos capítulos. Espero que continue com inspiração até o final e se precisar de qualquer coisa pode contar com meu apoio!
    Gostei também da "origem" da primeira confusão. A luta com a Tsukuyomi que fez Konoka fraquejar com a Setsuna-P.Muito bem bolado, coisa de mestre! Parabéns! Espero mais surpresas assim e que continue com os bons ventos! Beijão!

  2. Anônimo says:

    Muito bom!Muito muito bom mesmo!
    Seu fanfic esta cada vez mais perfeito!Eu estou adorando!

  3. Kyub says:

    heeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee \o\ *correndo de um lado pro outro* /o/

    yateee *=*... a fic ta indo de bom pra melhor ;D !! .. adorei a cena da outra com o mago velho !!

    vejo que essa dupla irá ganhar meu respeito ao longo dos episódios.

    O_O" *troca de time x_x*

    uhuuu *indo pro outro cap o/*

Translate to your language:

Seguidores

Parceiros

Parceiros | Yuri

Kiyoteru Fansub
Gokigenyou
Moonlight Flowers
S2 Yuri
Yuri Licious
Yuri Private
Yuri Zone

Parceiros | Blogs e Sites

Anikenkai
Chuva de Nanquim
Elfen Lied Brasil
Gyabbo!
Jwave
MangaBa
Mithril
Mundo Mazaki
nbm² - Nobumami
Netoin!
Shoujismo
Você Sabia Anime?

Arquivo do Blog

Popular Post

- Copyright © | Kono - Ai - Setsu | - fonte para yuri, shoujo-ai e girls love desde 2007 -Metrominimalist- Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan -