Posted by : Se-chan sábado, 1 de outubro de 2016

Você está agoniado que agora vampiros são criaturas românticas e sem nenhum tipo aparente de diferença dos humanos que não seja brilharem na luz? Então talvez você precise ler "Doce Vampira", de Ju Lund.

A escritora pelotense (cidade localizada ao sul do Rio Grande do Sul) lançou o livro Queer Chic em 2015 pela editora Avec (também gaúcha) e conta com uma edição bem trabalhada, com um papel poroso interessante e um trabalho gráfico muito bem elaborado. Apesar dos excessos de notas de rodapé, que muitas vezes mais atrapalham a fluidez do texto do que ajudam, é um livro bem cuidado pela editora.

Doce Vampira se passa em um mundo onde humanos descobriram que vampiros existem e não os excluíram (não abertamente). Portanto, esses seres frequentam escolas, trabalham e tem famílias como qualquer outro na sociedade moderna. Apesar dessa "inclusão" na sociedades, as lendárias criaturas ainda sofrem com a desigualdade, principalmente em cidades pequenas. 

A história se passa em torno de Duda, estudante transferida para uma conceituada escola particular, onde conhece a bela e misteriosa Esther e sua história de luta e fuga pelo seu amor duplamente proibido. Na trama, não se fala em datas onde ela se passa, mas aparenta estar em um mundo moderno, devido ao uso de celulares.

(a partir daqui temos um pouco de spoilers!)

Com uma escrita fluída e simples em primeira pessoa, Ju Lund consegue fazer a leitura ficar simples e envolvente. O único pesar em termos de técnica é as vezes a escrita parecer sem detalhes, como em casos onde uma cena poderia lhe passar uma impressão e foi substituída por uma simples frase, como em "Quando voltei da casa de Esther, meus irmãos foram muito carinhosos e bem diferentes dos quase adolescentes chatinhos que eram." (pág. 136). Eu não faço ideia de como eles eram ou como tratavam a irmã, não há exatamente uma cena onde eles falem. É estranho, parece faltar algo.

Apesar de no resumo aparentar que há uma evolução da amizade para o romance, a história se passa muito mais com o casal já consolidado do que com a descoberta do "amor impossível". O que pode ser bom e ruim.

A parte boa é que teoricamente tiramos aquela enrolação padrão de descobrimento da sexualidade juvenil que vemos em praticamente todos os filmes, livros e séries sobre lesbianismo. Também é interessante as partes onde aparecem um pouco do mundo vampírico e seus misteriosos ritos. É obscuro, misterioso e passa uma impressão mais tradicional dos vampiros.

O problema é que, apesar do capítulo introdutório da história das protagonistas, fiquei com a impressão de distanciamento do relacionamento das duas. Não há um desenvolvimento no relacionamento a partir do momento onde elas começam a viver juntas. Muito pelo contrário, parece uma involução. Talvez tenha sido a intenção da autora, colocar apenas a parte da quebra da relação de confiança entre Duda e Esther, mas me foi incomodo. E muito.

Eu entendo a parte da comunidade vampírica, seus costumes e seus segredos, eu não me incomodei com isto. O que me incomoda é Duda não conseguir confiar em ninguém. Ela está em um relacionamento onde jogou fora sua família, mas não tem confiança em sua amada. Isso dá um toque igualmente verossímil e de total falsidade na trama. Pois ao mesmo tempo que obviamente muitas pessoas mantém um relacionamento sem total confiança no parceiro, como alguém poderia abandonar sua vida sem poder se apoiar totalmente na pessoa amada? Não é a tona que esse relacionamento acabou. Sem confiança, é claro que uma das pessoas iria abandonar a relação.

Resumindo, passei o livro inteiro com dualidades se enfrentando na minha leitura e interpretação da obra. Procurei até outras críticas antes de poder fazer a minha para saber se mais alguém havia tido tal problema, mas não achei nada. Talvez seja problema meu, mas gostaria de ter uma pista do que me incomoda e não incomoda em outras pessoas.

Será que é por ser lésbica e não ter sentido realmente paixão e/ou amor entre as personagens? É por achar que a cena de sexo entre elas não me pareceu convincente? É pela falta de vontade de Duda colaborar na vida, privacidade e costumes dos vampiros? Bom, meu problema é unicamente com Duda, pois Esther ficou tão distante na obra que não consegui conhecê-la, assim como sua progenitora e outros parentes. Porém, se Duda tivesse tido paciência, ao final do livro eu não estaria gritando por mais.
Talvez o problema também venha que a partir da segunda vez que Duda sai de casa as páginas são tão boas que me pergunto por que o resto do livro não tenha mais haver com elas. A mudança da trama, o desespero da protagonista, a agonia que senti com a perda de consciência e resto de personalidade que Duda tinha, aos poucos se esvaindo. É quase brilhante, se não fosse ofuscado pelos 80% de trama trivial anteriormente lida.

Mas sim, eu recomendo a leitura do livro. O final dele deve ser lido por qualquer pessoa que se interesse por mistério, terror psicológico, ou teorias conspiratórias. É um retrato do que a pouco tempo poderia ser encontrado para "cura gay", ou qualquer outra coisa que seja fora do "padrão social". É assustador. É brilhante. E eu preciso ler Alma Vampira, a continuação do livro.

Por favor, Ju Lund, não fique na mesmice do mundo. Me mostre esse terror, mistério e veracidade dos momentos finais do livro. Eu não quero o comum. Eu também não quero o romance padrão que foi pulado na história. Eu quero o diferente.

2 Responses so far.

  1. Ju Lund says:

    Oi
    Gostei muito do seu comentário tão cheio de dualidade. Não sei, se consigo surpreender vc, Mas gostaria de sua opinião sobre a continuação Alma Vampira.
    Mil bjokas e obrigada 😊🙂😘

  2. Anônimo says:

    Gostei muito da indicação, vou ver se leio já que parece muito legal e pula aquela enrolação como você mesma disse de descobrimentos e tals,mas enfim já que esta falando sobre vampiros, acabou de sair um trailer, que eu ainda não estou acreditando por sinal, de um filme da Carmilla (a da série) poderiam falar sobre isso em um post por favor������

Translate to your language:

Seguidores

Parceiros

Parceiros | Yuri

Kiyoteru Fansub
Gokigenyou
Moonlight Flowers
S2 Yuri
Yuri Licious
Yuri Private
Yuri Zone

Parceiros | Blogs e Sites

Anikenkai
Chuva de Nanquim
Elfen Lied Brasil
Gyabbo!
Jwave
MangaBa
Mithril
Mundo Mazaki
nbm² - Nobumami
Netoin!
Shoujismo
Você Sabia Anime?

Arquivo do Blog

Popular Post

- Copyright © | Kono - Ai - Setsu | - fonte para yuri, shoujo-ai e girls love desde 2007 -Metrominimalist- Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan -