Posted by : LKMazaki quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

Olá a todos! Chegou o momento de mais comentários surtados à respeito da nova animação dirigida pelo nosso amado Kunihiko Ikuhara (aka Bicha-sensei, mestra de todas as yurisses psicodélicas) aqui no Kono-ai-Setsu. Como sempre é bem provável que várias teorias acabem se provando furadas de um episódio para o outro, mas isso não significa que não seja permitido sonhar até o limite com as possibilidades.

Então, fiquem confortáveis e peguem suas doses de alucinógenos pesados, pois vamos mergulhar mais uma vez no Ikuharaverso, um mundo povoado por ursas yuristas com fomes de diferentes tipos para saciar!

 

#03 - A Tempestade Invisível


O episódio começa com um discurso da diretora da escola, Hakonaka Yurika. Ela fala sobre o caso de Sumika e o desaparecimento de algumas outras alunas, salientando que aquela era a maior crise desde a criação do Muro da Segregação. Ela alerta a todas que devem andar sempre juntas, pois apenas juntas estarão protegidas. Interessante é perceber o símbolo dos lírios que se transformam em pássaros, que aparece no fundo do auditório e também com plano de fundo da iluminação de partes da cena.




Assistindo a esse discuso estão Kureha e Mitsuko. A presidente tenta se aproximar da nossa heroína, mas é rejeitada por esta. Isso não a deixa mal, na verdade parece aumentar a sua. . . fome, pela outra. Mitsuko diz a si mesma que irá derramar seu amor sobre Kureha antes de devorá-la. (All right, amor e assassinato são quase sinônimos nessa série, disso já estamos bem ciente).

Depois do espetáculo musical e de fanservice costumeiro da abertura (que assisti duas vezes, porque enfim peguei uma versão com a tradução da letra e precisava meditar um pouco sobre a poesia da coisa XD) vemos que Kureha foi à sala da diretora. Descobrimos que Hakonaka Yurika era amiga de juventude da mãe de Kureha, Tsubaki Reia. Yurika aconselha Kureha para que não esconda a sua dor e fala brevemente da importância que Reia tinha para ela. Quando as duas falam sobre os ursos Kureha revela que existe outro urso que ainda está solto por aí (Oh, pobre Kureha, se soubesse o tamanho da própria ignorância...).



Cortando para a sala de aula temos Mitsuko, observando e refletindo sobre o quanto aprecia o "sistema da escola". Uma outra aluna (que aliás eu não tinha me ligado no nome quando fiz minhas teorias no post anterior), Oniyama Eriko vem falar-lhe sobre o "você-sabe-o-que" daquele dia. Mitsuko então é "bastante sutil" em se aproximar de Eriko (Yuri Dark?! Huhauhauhauha, por essa eu não esperava XD), tudo visando seu objetivo de ter Kureha em suas garras o quanto antes.



Temos então uma rápida passagem com Kureha ainda praticando sua mira, no porão de casa. Ginko e Lulu observam, Lulu tece alguns comentários sobre a surpresa de encontrar uma ursa rival na escola.


Juro que tentei resistir ao máximo ao charme dessas ursas, mas estou me entregando...


No dia seguinte temos mais uma das já numerosas cenas em que Kureha relembra seus momentos com Sumika e engole a dor daquela perda (aliás a Big Boss me alertou para a semelhança dessa história da borracha para a história da Tomoyo, de Card Captor Sakura, que recebe recebe uma borracha da Sakura quando a conhece e guarda aquele objeto como seu maior tesouro. Thanks, Big Boss). Ela se pergunta se todas já esqueceram Sumika e pensa que ela mesma um dia acabará esquecendo do seu amor, se tornando invisível (Eu sei que é necessário enfatizar a importância do sentimento que Kureha sente, já que a relação dela com a Sumika se resumiu apenas a parte do primeiro episódio, mas. . . Putz, tá meio chatinho isso aí). Mais memórias, mais feelings e Kureha promete a si mesma que jamais deixará seu amor por Sumika desaparecer no passado (eita, cuidado que isso pode virar uma patologia, viu?).



Depois disso somos apresentados a um novo ponto: O Ritual da Exclusão. Oniyama Eriko toma a frente e discusa sobre os valores daquele grupo. Todas são amigas e quem se recusar a estar com elas ou ser como elas em tudo é o Mal. Ela diz inclusive que Sumika morreu por não estar com elas, sendo sua própria culpa por ser o Mal. Então ela declara que o próximo mal deve ser escolhido e então excluído. É a Tempestade Invisível entrando em ação.

Vou dizer que não esperava nem um pouco que a já citada Tempestade Invisível fosse uma coisa assim. Alunas que se reúnem para excluir aquelas que não são iguais a elas. Mitsuko fala do "fenômeno" logo no primeiro episódio, dizendo que a Tempestade levava as coisas preciosas das pessoas. Bom, vamos falar mais nos comentários finais.



A satisfação estampada na cara da Mitsuko


Voltamos para Kureha, seus flashbacks e suas afirmações de jamais esquecer seu amor. (É fácil perceber que seu maior medo é solidão, o que gera dúvidas do quanto de amor e o quanto de dependência psicológica estão em jogo nesse seu momento de luto).
Amor e Dependências podem ser difíceis de separar, mas são coisas bem diferentes...


Temos então um momento interessante com a narração de Mitsuko falando sobre a necessidade de esquecer e seguir em frente para poder viver. Ela afirma que elas, as bestas, vivem apenas do presente e por isso são capazes de agir a todo o momento. Porém, logo no take seguinte temos Lulu pensando para si que jamais esquecerá o dia em que conheceu Ginko, que foi quem encontrou e trouxe o seu amor. Ela diz, assim como Sumika e mesmo Kureha antes, que não irá desistir do seu amor. (Desistir do amor?)



Essa encarada pro horizonte ficou SEXY (Shabadadu!)

Vou catar esse som pra colocar de toque no meu celular!


Já Ginko está em alerta. Chegou a hora do Julgamento.

Kureha recebe o desafio e vai mais uma vez ao terraço da escola. Lá ela encontra com Mitsuko e esta lhe revela a verdade cruel: fora ela quem devorara Sumika. Nossa protagonista fica chocada e não consegue acreditar. Mitsuko ainda pisa nos sentimentos da outra através do deboche, imitando os trejeitos de Sumika e repetindo suas frases. Kureha fica transtornada, porém é incapaz de acertar Mitsuko. A presidente então assume sua forma de urso e parte para o ataque.





Então vem aquela parte já nossa conhecida de reaproveitamento de animação. (Bicha-sensei, você fez da sua limitação do passado uma verdadeira marca pessoal. Gênio, gênio, gênio)

Porém, dessa vez as coisas saem ligeiramente diferentes. Ginko pede logo a princípio para que o juiz (Life Sexy) apresse o julgamento para que ela possa salvar Kureha imediatamente. Life Cool protesta, falando que aquilo não faz sentido. Lulu concorda, apesar de sua expressão de desaprovação. Por fim o "Yuri é aprovado" (ou seja lá o que isso queria dizer realmente, não sei. . .). Só que, diferente das outras vezes, Kureha acaba recobrando os sentidos ainda naquela dimensão.





Com a "ajuda" de Ginko e Lulu, Kureha consegue então acertar Mitsuko. Kureha ainda está chocada e atordoada com o fato de um urso poder ser uma pessoa disfarçada e perde os sentidos, sendo aparada pela dupla Ginko e Lulu que parecem satisfeitas com o resultado das coisas.

(Essa com certeza foi a sequência que mais me gerou questionamentos de todas!)

Essa fala foi tão do nada que por um momento achei que a legenda tava de zuera...



Ufa, pra finalizar temos um novo ataque de ursos. A vítima dessa vez é Oniyama Eriko e as predadoras ninguém menos do que Ginko e Lulu.

Cê era até bonitinha, Eriko. Uma pena XD

E FIM. Hora de tomar um remédio para ajudar o estômago a digerir mais esse belo espetáculo audiovisual apresentado. Pelo menos temos o Ending pra confortar nossos corações depois dessa experiência toda.

Episódio 03 - comentários finais


Vamos começar pelo principal desse episódio, que também é título do mesmo: a Tempestade Invisível. Ela parece existir a bastante tempo, afinal é citada pela Mitsuko no primeiro episódio como se fosse algo que todos soubessem que existe. A questão é: todas as pessoas escolhidas pela Tempestade como "Mal" desapareceram ou antes apenas algo ruim lhes acontecia (a destruição do jardim de lírios, também no episódio 1, foi obra da Tempestade?).

A Tempestade não parece ter relação com os ursos, porém a participação de Mitsuko (e anteriormente de Konomi) no grupo me faz chegar a um outro ponto: já existiam ursos na escola desde antes da chegada de Ginko e Lulu. No mínimo duas (apesar de eu achar que são muito mais). Como elas se alimentavam? Como ninguém haviam percebido nada até então?

Depois dessa metade final de episódio os questionamentos a respeito de Ginko e seus objetivos apenas se multiplicaram. Não parece que ela cruzou (ficou meio entendido que nessa história Lulu está mais seguindo Ginko do que outra coisa) o Muro apenas para alimentar-se. Se assim o fosse, porque ela ainda não comeu Kureha de uma vez? O que ela está esperando? Qual são suas verdadeiras intenções. De ameaça, as duas ursas passaram para protetoras neste episódio, mas nada é definitivo. Elas falaram para Kureha não desistir do seu amor, mas. . . Caramba, isso é de dar nó na cabeça!

Sobre a trama como um todo: Ainda me restam muitas dúvidas sobre o quão óbvia essa história realmente está se mostrando. Por um lado temos muitas informações e a aparência de um enredo que, apesar de surreal, é fácil de entender com as informações disponíveis. Ursos devorando humanos, legal. Porém estamos falando de Bicha-sensei e nunca é demais pensar que ele pode estar brincando com a cara do expectador. Se for levar em consideração, por exemplo, a letra da opening, que faz referência a elementos da história diretamente, como o Muro da Segregação ou a Tempestade Invisível, essa possibilidade aumenta. Por tanto, também é possível que outros elementos citados na letra, mas que até então não fazem parte da trama, possam vir a se integrar futuramente.

A única coisa que se pode ter certeza é de que está ficando difícil não amar a dupla Lulu e Ginko. Até mesmo para mim, que no começo as detestei totalmente.

Teorizar sobre o que virá à seguir é complicado, mas tentador. Tudo fica muito dividido entre a possibilidade de uma reviravolta surrealista extrema ou não. Tenho pra mim o palpite de um encontro prévio de Kureha e Ginko, em um passado distante. Talvez na ocasião da morte da mãe da Kureha, talvez algo ainda mais sombrio que isso. A letra da opening fala sobre memórias levadas pelo vento e, logo na sequência aparece uma mão de criança com a mão de um urso filhote (a julgar pelas garrinhas sem pontas) de pêlo preto. Isso quer dizer alguma coisa, ou não? Só o tempo dirá. . .

ENFIM, esse foi o terceiro episódio de Yurikuma Arashi comentado com toda a disposição do mundo aqui no Kono-ai-Setsu. Ainda não desisti de adiantar um pouco as postagens, porém, além de ser um labor bem grande fazer cada postagem (chego a assistir o episódio três vezes completas durante o processo) confesso que prefiro ficar uns bons dias sem pensar muito na série, para não me viciar nas teorias e enlouquecer antes do final XD. Esperança é a última que morre, então, o quanto antes, apareço com os comentários do quarto episódio.

Até a próxima, caros leitores! Se possível deixem suas opiniões e teorias aí nos comentários também!




Extra: Deem uma olhada no nível de nerdisse que preciso para escrever cada post.



Extra 2: vou deixar uns prints dos nomes dos outros "males" quase selecionados pela Tempestade. Talvez em nada seja útil, mas vai que. . . Né.




Extra 3: Ainda estou de olho em você, Kaoru Harishima. Seu visual é estiloso demais para ficar só no apoio XD

One Response so far.

  1. Desde o primeiro episódio, a cena da OP em que a criança e o urso tocam as mãos me é intrigante. Somando isso ao fato de não achar que a história da mãe de Kureha está lá meramente de background, acho que virão flashbacks importantes pro enredo, e tudo começou na época da mãe dela *ou talvez até antes*

    Queria entender melhor também qual é a organização do grupo da Tempestade invisível, quem são as escolhidas pra estarem lá e decidirem tudo.

Translate to your language:

Seguidores

Parceiros

Parceiros | Yuri

Kiyoteru Fansub
Gokigenyou
Moonlight Flowers
S2 Yuri
Yuri Licious
Yuri Private
Yuri Zone

Parceiros | Blogs e Sites

Anikenkai
Chuva de Nanquim
Elfen Lied Brasil
Gyabbo!
Jwave
MangaBa
Mithril
Mundo Mazaki
nbm² - Nobumami
Netoin!
Shoujismo
Você Sabia Anime?

Arquivo do Blog

Popular Post

- Copyright © | Kono - Ai - Setsu | - fonte para yuri, shoujo-ai e girls love desde 2007 -Metrominimalist- Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan -