Posted by : Se-chan sábado, 16 de agosto de 2014

Olá a todos(as)!
Como estão?

Venho aqui para continuar minha volta ao KaS (estou até levando o notebook para o trabalho a fins de fazer postagens!), e falar de um mangá que eu já quero falar há muito tempo e que faz mais tempo ainda apareceu aqui como uma leitura de mangá: The Real Her.

Sobre a Publicação:

The Real Her (no Japão conhecido como "Honto no Kanojo" que tem o mesmo significado) é um mangá de comédia e romance ainda em publicação (não sei por que me deu um branco e eu pensei que ele já estava finalizado) em pela agora extinta Hikari desde a primavera de 2012 e criado por Youko Imamura.

A popularidade no Japão é desconhecida por minha pessoa, mas através do Baka Updates dá para perceber que a série é muito bem aceita por quem a lhe online (tem 40% de votos 10/10 no site). O clima extremamente cômico do romance é o grande ponto da série, e a seguir quem não conhece a obra saberá o por quê.

História:


A obra começa com uma declaração amorosa de Moe (a de cabelos mais curtos) para Yuuka (a mais alta) e sendo prontamente rejeitada. Com o passar do capítulo inicial se vê que Yuuka é o esteriótipo de personagem de Karekano (obra de Masami Tsuda já publicada no Brasil pela Panini). Garota popular que esconde uma personalidade tsundere e totalmente diferente do que os outros enxergam.

Obviamente, assim como a obra citada no parágrafo acima, Yuuka acaba revelando seu verdadeiro eu para Moe, mas a mais baixa prontamente diz que já tinha conhecimento sobre esta face da garota, e que é por isto mesmo que gostava dela. Parece realmente uma versão yuri de Karekano se você olhar somente o plot, mas a verdade é que as personalidades são extremamente diferentes do casal hétero-fofo. Moe gosta de Yuuka por causa de sua personalidade justamente por se sentir intimidada pelos olhares mortais da mais alta (sim, no total estilo sadomaso).

Apesar da situação estranha (afinal, não é todo dia que uma garota masoquista gosta de você), Yuuka acaba passando mais tempo com a de cabelos escuros pelo fato de seus amigos sempre quererem se aproveitar de algum jeito dela. Um exemplo: Até mesmo se aproveitam para chamar a atenção de garotos por estarem juntas de uma garota bonita! (credo! XD)


Como agora Yuuka sabe que Moe conhece seu "verdadeiro eu", ela acaba se soltando e criando situações hilárias, sempre na primeira e última páginas dos capítulos, por justamente ter o fato da Moe ser uma masoquista louca, um diabo! É uma fetichista de primeira! Uma tarada completa.


Quando li o final do primeiro capítulo (imagem ao lado) eu morri de rir! Demais! E não sei como dei um hiato louco entre a postagem da leitura do primeiro capítulo e esta aqui. Esse jogo de "Você finge ser alguém é? Que pena, o problema é que sou mais doida, maluca e tarada que qualquer outra protagonista" é incrível! (Sério, ela é pior que a Kanako de Maria Holic! Hahah)

Sobre os personagens:

Yuuka:


Como falei acima, é uma garota alta, de cabelos claros e que parece ter um jeito de "ojou" (riquinha). Na verdade é uma tsundere (grita, grita, mas no final é fofa e até inocente). Por mais que tenha esse jeito de adulta, na realidade ela sabe muito menos das coisas românticas ou sexuais do que a Moe.

No inicio seu relacionamento com a Moe não é reciproco, a garota dá patadas verbais e físicas na mais baixa, mas no capítulo 9 (o último que foi traduzido para o inglês) a garota já está adaptada ao jeito da de cabelos escuros e acaba tendo momentos bem fofos com a outra. Sério, este último capítulo foi bem fofo e romântico para o que estava rolando antes no mangá. Apesar disso, a obra não perdeu seu humor, e as situações que antes eram (por parte dela) de inocência com relação a Moe, acabam por revelar um lado sadista de Yuuka. O plano que a garota tinha de fazer a mais baixa ficar menos masoquista agressiva acabou por virar o contrário.  É a evolução de personagem mais engraçada que já vi. (XD)

Moe:


Garota baixa, cabelos escuros, com aparência fofa (como o próprio nome) e não é nada do que aparenta (muito mais do que a Yuuka). É uma doida, fetichista, masoquista, apaixonada pela garota a qual enxergou uma potencial sadista e, com seu jeito único, conquista a garota depois de se declarar. Vê-la com cara de prazer depois da mais alta gritar com ela é cômico demais, e não enjoa. É muito legal.

Mesmo com toda a maluquice, é fácil observar e acreditar que Moe ama Yuuka de verdade. No capítulo 9, depois de um acontecimento (o da primeira página, não vou dar spoiler), é lindo ver a reação de Moe à aquilo. É o típico que acontece com garotas apaixonadas, então é muito bom. Você acaba ficando com um sorrisão no rosto pelo que está vendo. Para mim ver a Moe daquele jeito não é uma evolução como Yuuka, mas sim a visualização de um novo lado da garota.

Por fim:


Quero dizer que The Real Her é uma série até agora curta, a qual não fiquei sabendo nada se vai sobreviver ao final da Hikari, que entretem e faz rir muito, tem personagens cativantes e uma química entre protagonistas que eu nunca vi em um shoujo-ai de puro humor (desculpe Yamanko.... XD).

Outro ponto legal que quero enfatizar é a "realidade" da série. Não são garotas santinhas que vão descobrindo um lindo e inocente amor, mas sim garotas que falam de coisas de sexo, fetiche e amor de um jeito bem diferente e franco.

Para quem curte humor como eu, pode ter certeza que é uma obra excelente para ler.

Até logo! o/

One Response so far.

  1. Mais um pra lista de "Mangás que devo ler depois de terminar JoJo"

    Ah, e bem que vocês poderiam fazer uns comentários sobre o atual andamento de Citrus, que, meu deus, tá me deixando louco.

Translate to your language:

Seguidores

Parceiros

Parceiros | Yuri

Kiyoteru Fansub
Gokigenyou
Moonlight Flowers
S2 Yuri
Yuri Licious
Yuri Private
Yuri Zone

Parceiros | Blogs e Sites

Anikenkai
Chuva de Nanquim
Elfen Lied Brasil
Gyabbo!
Jwave
MangaBa
Mithril
Mundo Mazaki
nbm² - Nobumami
Netoin!
Shoujismo
Você Sabia Anime?

Arquivo do Blog

Popular Post

- Copyright © | Kono - Ai - Setsu | - fonte para yuri, shoujo-ai e girls love desde 2007 -Metrominimalist- Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan -