Posted by : Roberta Caroline domingo, 17 de novembro de 2013

Rakuen no Jouken (As condições para o Paraíso) é uma coletânea de histórias de Morishima Akiko-sensei. São 8 no total. Essas histórias não possuem conexão direta entre si, mas todas possuem um tema em comum: mulheres na casa dos 20 anos e seus relacionamentos conflitantes com outras mulheres, às vezes na mesma faixa etária e às vezes ainda em idade escolar, mas tão diferentes. Acredito que este seja o maior charme desse mangá, como disse a própria mangaká num extra no final, “Nós somos todas diferentes apesar de sermos todas garotas, acho isso divertido”.

Morishima explora essas diferenças e os conflitos resultantes dessas diferenças com muita desenvoltura, sem nunca perder o tom e o timing de cada momento, que é expresso através de uma arte maravilhosamente moe. Além disso, ela sabe diferenciar cada personagem e sua arte consegue ir de encontro à personalidade de cada uma, eu sinceramente acho isso ótimo. Cada artista tem seu próprio, mas eu gosto dos artistas que mesmo tendo seu próprio estilo, que irá estar presente em qualquer personagem, conseguem diferenciá-los através de feições e não apenas pelo figurino.

Eu sei que só ando falando aqui de mangás doces e moe, de modo que este também é um yuri fuwa fuwa daqueles que fazem o coração bater contente, mas são os que estão me dando mais vontade de comentar atualmente. Além do mais, Rakuen no Jouken tem um pouco de contos de fadas também, mas é mais no sentido tradicional da palavra. Apesar de doce e com bastante elementos moe, Rakuen no Jouken traz conflitos de relacionamentos adultos. Com exceção de uma história, as outras não possuem tanta intensidade dramática por serem muito curtas, mas é o suficiente para contrastar com romances colegiais, onde o conflito geralmente se encontra mais na descoberta e em como lidar com isso, do que propriamente no relacionamento em si. O engraçado é notar que apesar das diferenças de idade, primariamente os conflitos num relacionamento adulto e adolescente ainda possuem bastantes coisas em comum (O amor ainda machuca, até mesmo quando se é adulto...– capítulo 2).  Quer descobrir quais? Vem comigo!, vou comentar sobre duas dessas histórias.

***

1) As condições para o Paraíso – (The Conditions for Paradise)

Essa leva o nome da coletânea (originalmente Rakuen no Jouken). Essa história possui 3 capítulos (o primeiro, segundo e terceiro). Fala sobre Sally, uma Office Lady que vive uma vida certinha e previamente calculada, todos os seus compromissos anotados numa agenda; e fala também sobre Sumi, uma escritora free lance, que não se prende a lugar algum nem a ninguém, com exceção de Sally, de quem é amiga desde o colegial e está sempre visitando entre uma viagem e outra mundo afora. 

Fora a amizade colorida, essas duas não possuem nada em comum. Quando Sally é trocada por outra, pelo seu namorado, Sami vê a chance de depois de 10 anos, se declarar para a melhor amiga. Elas se tornam amigas de sexo e aos poucos um sentimento mais forte as envolve. Eu sinto a necessidade de dizer que, se você é gay e por acaso é apaixonado por alguma pessoa completamente hetero ("completamente hetero" *faz eco* - o que será que quer dizer "completamente hetero"?), as chances de dar com a cara na parede são bem grandes. Isso nunca aconteceu comigo, mas na minha fase completamente hetero (LOL) já gostaram de mim e... não terminou bem para o outro lado. Então não tenha tanta fé que terá a mesma sorte de Sami. Mas hey!, se você estiver  disposto a correr o risco, quem sabe não rola?!!!!! 
Deixando de lado os conselhos amorosos sexuais da tia Betinha (pfffff), a questão de “amigas de sexo” é bem abordado. Você começa com uma amizade colorida, nenhum compromisso, apenas beijos e amassos, mas lidar com sentimentos é como mexer com fogo (uma relação livre e casual é livre para acabar a qualquer momento também). O tempo passa, vão se formando vínculos afetivos mais fortes e quando se percebe você tá querendo algo mais sério, mas e se a outra pessoa não estiver disposta a abrir mão de sua liberdade, da sua outra vida, para então, formar uma nova com você? Afinal de contas, o que é a liberdade dentro de um relacionamento?, como se define limites? Realmente é necessário abrir mão de sua individualidade para viver uma vida em comum com outra pessoa? Dá pra conciliar? São as questões mais bacanas nessa história. Aos poucos elas vão se conhecendo melhor como um casal, conhecendo as facetas particulares de cada uma, algo que só é possível vivendo e dormindo sobre o mesmo teto. E ao mesmo tempo, descobrindo seus limites e fraquezas. 
Descobrir as limitações dos parceiros é essencial para que possa conhecer seus limites e respeitá-lo.


4) Garota de 20 anos X Donzela de 30 (20 Musume x 30 Otome)

Essa história é a mais substancial e também a que mais me cativou, pelo enorme contraste estabelecido entre as personagens e a ternura com que Morishima desenvolve esta relação, permeada com romantismo e tensão dramática. 

Acho que as imagens falam por si. O que mais gosto aqui são as inseguranças que elas possuem em comum e paradoxalmente a experiência que a idade traz para saber lidar com situações adversas. Falo paradoxal porque, a personagem mais velha entende a mais nova, por já ter passado por aquelas experiências na juventude, como crises de insegurança e ciúmes, mas essa experiência não a torna uma Bodhisattva dententora de toda a sabedoria do universo. A experiência lhe trouxe a possibilidade de compreensão e tranquilidade de saber lidar com aquela situação, por ser identificar. A diferença entre alguém maduro/experiente e outra ainda inexperiente é bastante tênue. A insegurança não é característica da idade, mas dos temores e fraquezas que possui, em qualquer esfera da vida. O que distingue é que são situações diferentes. Se a garota mais nova se sente insegura justamente por ser mais nova e se sentir pequena diante da beleza formada e independência da amada ex-professora, essa já se sente insegura devido à sua idade, sua pele não ser mais a mesma de quando tinha 19 anos.

Bobo? Talvez, mas cada tem suas próprias neuroses internas, que precisavam ser combatidas. 20 Musume x 30 Otome é excelente por ser sensível a estes conflitos internos das personagens, não abrindo mão do clímax dramático, mas nunca destoando da narrativa leve, romântica e divertida, que não apenas está presente nesta história, como em toda a coletânea. Para quem gostou dessa dupla, elas estão presentes também uma história da coletânea Ruriiro no Yume.

***

É uma coletânea que sintetiza seu título e fala justamente daquilo que nos é muito obvio quando nos envolvemos seriamente com alguém: as condições para o paraíso. Porque seres humanos são muito complicados. Qualquer esfera de um relacionamento pode nos levar a um paraíso diferente, e todos eles possuem suas condições, que são as diferenças a serem superadas. Talvez a esfera mais complicada seja a do romance, por envolver muitas nóias próprias de cada pessoa.

Eu comentei só algumas histórias aqui, ainda deixei de fora a belíssima “Princesa Sakura Banhada de Flores”, uma história em que a autora, ao invés o utilizar o clássico “garota príncipe”, utiliza o “garota cavaleiro”, que também me agrada bastante. É um conto de fadas folclórico, o charme fica por conta das vestes das personagens e o romantismo melancólico da história. 
Rakuen no Jouken traz ainda um imperdível extra final com a autora destilando todas as suas fantasias pervertidas com relação às garotas e sobre o que considera mais moe em histórias yuri. Sério, não deixem de ler, mas apenas depois de ler todas as histórias, pois ela comenta todas. 

Créditos das traduções: s2Yuri
Autora: Morishima Akiko
Ano: 2007
Revista: Comic Yuri Hime (Ichijinsha)

***

Qual é a cor do amor?

Beijos são doces?

Garotas e garotos são salgados?

Porque você fica quente e com o coração agitado perto DAQUELA pessoa?

Quando se beija ouve sininhos?

Essa história fala sobre isso. De todas as fantasias que temos quando ainda não provamos a saliva de outra pessoa. Mas o que mais me diverte nessa história, é o modo como a senpai provoca sua kouhai, sabendo que ela não tem qualquer experiência, apenas o forte sentimento que nutre por ela.Talvez ela brinque e não leve a sério sua kouhai por sua inexperiência e infantilidade, mas mesmo os sentimentos mais ingênuos são dignos de atenção, certo? Quando o beijo ocorre quando se é criança, ele não tem a mesma carga emocional e sexual de quando ocorre quando você já começa a ver o corpo de uma outra forma. O que faz da fase de descoberta algo muito divertido.



6 Responses so far.

  1. Caramba, eu havia lido 20 Musume X 30 Otome e não sabia que fazia parte de uma coletânea. Achei incrivelmente fofa a história. Vou já baixar.

    Beta andou um pouquinho sumida, mas já chega com tudo :3

  2. Betinha como sempre trazendo coisas ótimas, adorei, já baixei e lerei imediatamente (depois de por em dia as leituras aqui, muita coisa atrasada, hehehehe).

    Adoro essa temática, alias, adoro as abordagens sobre as dificuldades de relacionamentos, e por vezes (a maioria delas, na verdade) sinto falta desses conflitos nos yuri/shoujo-ai. Explora-se muito a descoberta do sentimento, mas os conflitos da relação quase não aparecem, principalmente pelo fato de a relação só se concretizar, quando chega a algo concreto, no fim da história...
    As inseguranças de uma relação são sempre ótimos pontos para explorar, então, deverei amar essa coletânea! Em especial a 20 Musume X 30 Otome, posto que me identifico com a temática...

    Mais um ótimo post da Dona Beta, e que venham outros tantos!


    PS: não sei porquê ainda me surpreendo quando te vejo mencionar certas coisas, Beta, mas fiquei feito um besta quando vi "Bodhisattva" no texto, isso deu tanta discussão na faculdade, de coisas que muitas vezes não se relacionavam em nada, hahahahahaha...



    @Alain, a Beta sendo a Beta, né? O importante é que ela está ai! Mas ando sentindo falta da Se-chan aqui no blog, cadê a Big-Boss? E a Doggy-chan? Quero surtos yurísticos!


    #voltadoggyesua(faltade)tags;
    #voltadatagbigbossdecosplay(alguémlembradessa?)

  3. Saudações


    Fellipe, a Kamila (Se-chan) tem trabalhado bastante e dificilmente tem aparecido na rede (salvo algumas oportunidades no Twitter ou Facebook).

    Quanto à Doggy, fase na vida dela complica a aparição da mesma por aqui. Muitos estudos e "n" coisas...

    Deverão reaparecer. Mas tomará algum tempo ainda.


    Até mais!

  4. Saudações


    As recomendações da casa (como esta da Roberta) me fazem pensar o quanto que o universo yuri (e shoujo-ai também) tem para oferecer.

    E não é pouca coisa.^^


    Até mais!



  5. Hey, Alain! Pois é, né, sumi mas ainda estou viva. Enquanto estiver viva, aparecerei... acho... não sei XD


    Eai Lipe, experiente com as senpais, hein? Saiba que eu sei ler nas entrelinhas!!


    discussões sobre o conceito de Bodhisatva? Era um conceito desconhecido pra mim até pouco tempo, até ver num anime ai e ir pesquisar sobre. Gostei XD

    Eu sei muito pouco sobre tudo o que diz respeito ao budismo.

    Ô, Carlírio, o universo pode oferecer experiências inimagináveis, realmente. Mas pode dar diabetes! XD


  6. Obrigado, Carlírio, eu até conversei com elas uma ou duas vezes esses tempos, imagino que as coisas estejam bem corridas com as duas! Bem, melhor que concentrem-se em coisas da vida agora, quando tiverem tempo voltarão, e eu estarei aqui para recebê-las com minhas breves considerações...

    Beta, essas discussões eram até engraçadas, começavam com um assunto e terminavam com outro, no fim terminávamos concordando em discordar, hahahaha...
    Mas esses conceitos budistas são interessantes, se tiver curiosidade dê uma pesquisada, dá para aprender coisas muito boas!
    E bem, eu tive minhas experi,mentações aqui e ali, hehehehe...

Translate to your language:

Seguidores

Parceiros

Parceiros | Yuri

Kiyoteru Fansub
Gokigenyou
Moonlight Flowers
S2 Yuri
Yuri Licious
Yuri Private
Yuri Zone

Parceiros | Blogs e Sites

Anikenkai
Chuva de Nanquim
Elfen Lied Brasil
Gyabbo!
Jwave
MangaBa
Mithril
Mundo Mazaki
nbm² - Nobumami
Netoin!
Shoujismo
Você Sabia Anime?

Arquivo do Blog

Popular Post

- Copyright © | Kono - Ai - Setsu | - fonte para yuri, shoujo-ai e girls love desde 2007 -Metrominimalist- Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan -