Posted by : LKMazaki quarta-feira, 20 de novembro de 2013

Olá a todos! Primeiramente, peço que perdoem este atraso de uma semana na postagem do capítulo final de Shadow. Para resumir em poucas palavras eu diria que "Madoka entrou na minha vida e não sobrou mais nada". Verdade, semana passada todos os meus compromissos e projetos atrasaram, uma verdadeira tragédia por ter assistido o terceiro filme!

Mas hoje não é dia de Madoka, e sim de Konoka e Setsuna aqui no KaS! Vamos ver o capítulo que fecha a quarta história de Mastered Negima!

Boa leitura e, ao final, minhas considerações e intenções para o seguimento da nossa coluna literária do blog :)




Aviso-legal: Mahou Sensei Negima não me pertence. Mastered Negima é uma obra de fã, sem fins lucrativos.
Mastered Negima Shadow
Capítulo 13: Depois do sonho ruim


Dor e cansaço foram as primeiras sensações que chegaram ao consciente de Setsuna Sakurazaki quando recobrou a noção sobre si mesma. Tentou abrir os olhos mas só o conseguiu com o esquerdo. O azul rasgado por linhas laranjadas de um céu se aproximando do fim da tarde invadiu sua vista aberta. Os zumbidos que chegavam aos seus ouvidos pouco a pouco iam se diferenciando em vozes familiares.
A espadachim shinmei tinha total noção do que lhe havia acontecido, mas estava tão exaurida de suas forças que não questionou-se sobre o que poderia ter acontecido. Mas o fato de estar viva já era um indício forte do desfecho:
― Sakurazaki-san? Você está me ouvindo?
Setsuna virou a cabeça para a direita, de onde vinha a voz próxima e viu que Nodoka Miyazaki estava ajoelhada ao seu lado. Tinha um punhado de ataduras nas mãos:
― Que bom que está acordada, Sakuzaki-san. A Konoka já fez o tratamento básico nos seus ferimentos, mas não pode continuar por precisar dar atenção também ao Negi-sensei.
― Negi? ― repetiu a meio-uzoku, com a voz enrolada. ― Ele está ferido?
― Sim, mas também já está fora de perigo. ― respondeu a livreira. ― Tive tanto medo que algo acontecesse, mas está tudo bem agora. ― disse olhando para algo à esquerda da outra.
Setsuna seguiu o olhar de Nodoka. Viu Konoka ajoelhada ao lado de Negi, terminando de realizar uma magia de cura. As mãos da maga tinha um brilho esverdeado que se propagava para o abdômen ferido do garoto. Algumas questões surgiram na periferia do pensamento da shinmei, porém não conseguiram chegar ao foco da atenção antes desta ser interrompida por um nada suave gesto:
― Hey, enfim acordou, Setsuna! ― exclamou Asuna, com um pontapé não muito leve contra o pé da outra. A ruiva sentou-se bem na linha de vista que Setsuna estava tendo para Negi e Konoka e encarou-a com um sorriso irritadiço. ― Tinha que ser você pare fazer essa loucura, não é mesmo?
― O que aconteceu, Asuna?
― Hm? Ah, com a Pe-chan? Bom. . . Parece que a Konoka usou uma magia super poderosa e acabou com tudo. Sabe, nós só encotramos vocês por causa da luz enorme que esse feitiço dela fez.
― O Negi-sensei lutou com ela?
― Exato. ― respondeu Nodoka, antes que Asuna pudesse falar. ― Ele e a Konoka vieram sozinhos atrás de você.
― Dois malucos também. Ficamos pra trás e tivemos um trabalhão para achar esse lugar. ― reclamou Asuna.
― Eu fui derrotada. ― disse Setsuna, sem se dirigir a ninguém.
― Claro que foi. ― interveio uma voz irritada que a espadachim reconheceu logo como Kotarô. ― Qualquer um teria sido derrotado por aquela coisa usando os amuletos. Mesmo o Negi foi surrado sem dó.
― Teria sido uma tragédia se não fosse pelo poder incrível de Konoka. ― disse Asuna, com certo temor, como se imaginasse a cena de horror que poderia ter acontecido.
― Ela realmente está em um outro nível. ― comentou Setsuna, com o tom distante da realidade mais uma vez. Os três que estavam ao seu redor se entreolharam.
― Será que vocês podem me dar espaço para continuar com os feitiços de cura? ― perguntou a voz suave de Konoka, surpreendendo Asuna, Nodoka e Kotarô. Percebendo a deixa os três decidiram ir ver o estado de Negi e deixaram Setsuna apenas na presença da namorada.
Quando a meio-uzoku viu o rosto de Konoka sentada ao seu lado seu estômago revirou. Lembrou-se da discussão que havia tido no trem, antes que esta partisse para o local combinado da batalha. Como já estava cheia de sensações ruins no corpo aquele sentimento despertou até certa nausea no estômago:
― Que bom que despertou, Set-chan. ― disse Konoka. O sorriso que a maga carregava parecia intocável do perfeito aos olhos da hanyou.
― Kono-chan, perdoe-me por te desapontar de novo. ― pediu Setsuna, fazendo a namorada paralisar o movimento que fazia com as mãos para alcançar a bandagem que cobria o olho tapado desta.
― Set-chan, ainda que você tenha essa mania de tentar resolver tudo sozinha e mesmo que eu não goste disso, isso não muda em nada o amor que eu sinto por você.
― Kono-chan . . .
― Apenas fique quieta agora, Set-chan, e vou fazer essas dores passarem. ― disse a maga. ― Sabe . . . Espero da próxima vez poder chegar antes que te façam tão mal.
Setsuna acabou deixando uma lágrima escorrer do seu olho destapado. Sentiu-se infantil diante de toda a força e maturidade daquela garota que tantos julgavam infantil e mimada. Levaria mais tempo para que a própria shinmei se perdoasse pela angústia que de certo havia levado para o coração da maga branca. Não que o tempo isso fosse um problema, afinal as duas tinham para si novamente todo o do mundo. O pesadelo não havia passado de uma sombra passageira.






Naquela noite a Ala Alba acabou montando acampamento nos arredores do que fora o campo de batalha. Haruna na companhia de Kamo trouxeram da cidade uma quantidade suficiente de alimentos para o jantar e café da manhã seguinte. Depois disso, já em posse dos amuletos só restava para o grupo retornar para a Terra, por tanto eles retornaram para a capital de Husdeven para pegar o trem direto.
Qual não foi a surpresa de Negi, mais recuperado de seus ferimentos, quando o Sr. Vosk surgiu na estação para questioná-lo. Disse que havia achado muito estranho o sumiço de todo o grupo durante a viagem no dia anterior e por isso havia retornado. O garoto tentou se esquivar das perguntas difíceis do homem, mas o acessor era insistente. A certa altura não foi ele, mas Kotarô, quem perdeu a paciência:
― Olha aqui, cara. Aquela baranga da Delaro Igati não tem mais as jóias de poder dela. Agora vai avisar seu chefe disso, anda! ― esbravejou o hanyou.
― Céus, mas isso é um escândalo! Aquela mulher não vai mais conseguir se firmar no poder quando meu chefe souber disso! Preciso avisá-lo! ― disse Vosk e partiu correndo imediatamente de volta à cidade.
― O que você fez, Kotarô?! Agora vai haver um caos político em toda Husdeven! ― exclamou Negi, assombrado.
― Ah, que se dane! Não podemos nos atrasar mais para pegar o trem. Não vejo a hora de visitarmos o litoral!
A longa viagem de volta para a Terra foi bastante relaxada para os membros da Ala Alba. Asuna fez uma confusão bem grande quando exigiu, sem sucesso, que Konoka e Setsuna ficassem no mesmo quarto. Ainda que estivesse ainda ferida, a meio-uzoku conseguiu ter forças o bastante para não pactuar com aquele absurdo da ruiva. Mais uma vez Asuna e Konoka dividiram a cabine.
Chegando à Terra o grupo, ao invés de retornar em conjunto para Mahora se dividiu. Negi, Konoka e Setsuna foram para a instituição enquanto o resto da equipe se dirigiu para o litoral. Tinham realizado a missão em Husdeven em um tempo muito menor do que o máximo previsto, portanto haviam ganhado o direito a um descanso de uma semana em um balneário próximo ao mar. Três dias depois da chegada de volta à Terra enfim o grupo inteiro se reuniu para aproveitar aquele tempo de paz e diversão.






Era uma quinta-feira quando Asuna decidiu ajudar Konoka com a compra do seu biquini. Como Negi e Setsuna ainda não estavam totalmente recuperados dos seus machucados acabaram por acompanhar as duas amigas às compras, para o desespero inexpressado da shinmei.
Apenas o fato de estarem em um balneário já vinha sendo motivo o suficiente para abalar os sentidos da guerreira. Devido ao calor as garotas no geral estavam trajando apenas vestidos leves e Konoka não era excessão. Naquele dia em particular a maga usava um vestido de tecido tão suave que qualquer vento fazia com que Setsuna passasse mal com a visão das coxas da namorada. Era um desafio e tanto para a shinmei manter a seriedade na sua atitude quando seu autocontrole era testado a cada momento e brisa de verão que cruzava o caminho.
Para o alívio do sistema nervoso de Setsuna ela foi liberada para tomar um sorvete com Negi enquanto Asuna e Konoka experimentavam biquinis. Durante esse passeio a garota se surpreendeu em perceber a curiosidade excessiva que o professor-mago tinha sobre o ato das garotas experimentar roupas de banho. Riu-se bastante por perceber tanto em comum entre ela e um garoto no auge da puberdade.
Depois das compras o grupo aproveitou para conhecer o comércio local e ao final encontraram um fliperama onde pararam para que Asuna pudesse gastar tudo o que havia economizado nos últimos meses.
O resto do dia foi bastante tranquilo, tirando pela provocação que Asuna tinha feito à Setsuna no momento em que estavam caminhando alguns passos atrás de Konoka e Negi:
― Espero que você goste do biquini que fiz a Konoka comprar. Pensei especialmente na sua alegria quando o indiquei. ― disse a ruiva, com uma expressão inteira de divertimento e provovação.
O bastante para ter tirado o sossego do pensamento da morena durante boa parte do passeio.




Os dias foram transcorrendo tranquilos. Setsuna aproveitou-se do fato de ainda estar com alguns curativos para ficar bem longe das brincadeiras na praia, apenas observando do guarda-sol. Algumas poucas vezes durante aqueles dias os problemas dos dias em Husdeven retornaram ao seu pensamento, distraindo-a do trabalho de observar todos os ângulos de Konoka ao alcançar uma bola de praia. Talvez fosse pela soma de fatores de distração e mais o calor, mas Setsuna conseguiu refletir de modo bastante tranquilo sobre aquele tema.
Frustração foi a palavra que a shinmei encontrou para definir toda a trama com Setsuna-P. Uma sucessão de falhas que havia terminado daquela maneira trágica. Sakurazaki se arrependia por ter se deixado levar tanto pelas emoções quando fora traída por Set-P e Konoka, no agora distânte inverno do ano anterior. Talvez se tivesse reagido de modo mais maduro naquela época, Setsuna-P podería até ter tido realizado seu sonho de ser uma pessoa viva por outros meios mais corretos.
O estado de calmaria no coração da shinmei era tanto que ela conseguiu em certa ocasião imaginar como poderia ter sido essa realidade alternativa, com uma Setsuna-P pacífica. A maior certeza que lhe ocorreu é que provavelmente não teria uma Yuuna Akashi a detestando como na realidade, talvez pelo contrário. Setsuna riu de si mesma por essas ideias ao final daquela tarde.






Na noite do antepenúltimo dia da pausa da Ala Alba Setsuna foi surpreendida por um convite para um passeio noturno vindo de Konoka. As duas esperaram todos estarem se divertindo demais no salão de jogos do hotel onde estavam hospedados para que saíssem sem ser notadas. O dia havia sido especialmente quente, portanto a brisa fresca da noite era agradabilíssima.
As namoradas andaram de mãos dadas pelos arredores do hotel até chegar na calçada que dividia o balneário da praia. Konoka encontrou um banco e as duas sentaram ali para observar as inúmeras estrelas que brilhavam no céu limpo:
― É realmente ótimo vir à praia, não acha Set-chan?
― Sim. É muito divertido e relaxante.
Sem falar nada, Konoka encostou a cabeça no ombro da namorada, acomodando-se e segurando a mão do braço livre da mesma com a sua:
― Devíamos vir a praia todos os anos, o que acha?
― Qualquer lugar que você queira, Kono-chan.
― Heh, você gostar de ser obediente mesmo quando não estou falando como aquela que você protege profissionalmente.
― Ah, eu sou acostumada demais a isso. Desculpe.
― Apesar de tudo o que aconteceu eu estou feliz em estar nessa missão para recuperar os amuletos. ― comentou Konoka.
― Talvez as coisas pudessem ser um pouco mais simples, mas também estou feliz. ― concordou Setsuna, sendo sincera.
― Você tem razão, Set-chan. ― sussurrou a maga e as duas se aproximaram o bastante para trocar alguns beijos apaixonados.
― Será que vai surgir alguma outra coisa na próxima viagem? ―perguntou Setsuna quando as duas se afastaram. Ambas tinham o rosto vermelho e se encaravam nos olhos, ignorando as estrelas.
― Talvez, mas ainda estaremos juntas para resolver tudo.
― Se eu não resolver ser egoísta, quem sabe. Não posso garantir que não o vá fazer.
― Tudo bem. Eu te amo mesmo sendo assim tão bobona, Set-chan.
― Kono-chan. . .
― Mas isso também não quer dizer que não irei castigá-la da próxima vez.
― Castigar? Do que está falando, Kono-chan?
― Hm. . . Quem sabe. . . ― disse Konoka, sorrindo com certo mistério e Setsuna pode ver um brilho incomum em seus olhos. Se aproximou e as duas se perderam mais uma vez na troca de beijos.
Alguns minutos depois, quando as duas puderam despertar novamente para a realidade, a maga levantou-se do banco onde estavam e parou para sentir a brisa varrendo seu rosto e cabelos:
― Acho que devemos voltar, Kono-chan. Logo irão perceber que sumimos. ― disse Setsuna que apesar de suas palavras estava ainda sentada, admirando a beleza das curvas da namorada que se destacavam sob o tecido leve de suas roupas.
― Está bem. ― concordou Konoka e as duas começaram a caminhada. Porém logo Konoka afastou-se alguns metros para frente e parou, virando-se para encarar a hanyou.
― Né, Set-chan. Fica no meu quarto essa noite?
― O que? M-Mas. . . Kono-chan. . .
― Você não gosta de ser obediente? Então não desobedeça logo agora, Set-chan.
― Ah. . . ― Setsuna sentiu o estômago revirar de ansiedade. Um nervosismo tão grande se instalou no seu peito que ela deu uma risada tremida.
"Certo. Você manda, Kono-ojousama."


[Mastered Negima Shadow - FIM]


*** EXTRA ***
Em uma cidade muito longe da Terra, um menino abandonado chamado Odari vivia sozinho em uma grande mansão abandonada, na capital do país de Husdeven. Durante vários dias aquele garoto fez comida para duas pessoas, mas acabou comendo sozinho em todas as vezes.
***
Porém, no dia em que fez comida apenas para si, finalmente, a visita que ele aguardava chegou. Foi a encrenca na qual ele mais gostou de se meter em sua vida.
*** EXTRA FIM ***


****

Fim! Fim~~! Obrigada a cada um de vocês que leu esta história até o final! Sejam leitores antigos, novos, que leram todos os arcos ou mesmo que leram só este (sim, eu recebi seus feedbacks e li todos!). Eu só tenho a agradecer a cada um de vocês que leram e participaram de mais esta pequena obra minha aqui no Kono-ai-Setsu. Pode não parecer muita coisa, mas terminar de escrever uma história completa é sempre uma emoção muito grande para mim. Espero ter conseguido divertir alguns de vocês com mais esta etapa das aventuras do casal que deu origem ao KaS.

Tentei responder a cada um dos comentários que vocês fizeram, mas nos últimos capítulos pequei, perdão. Cada uma das mensagens de carinho e respostas empolgadas são o alimento da escrita de Mastered Negima. Afinal, não é pra mim, mas para vocês que eu disponho do meu tempo para este feito :)

Obrigada pelas leituras, é o que gostaria de dizer mais uma vez. Obrigada mesmo e espero ainda poder publicar mais histórias de Mastered Negima no Kono-ai-Setsu.

E falando em publicar, vamos falar rapidinho da continuidade da coluna literária do blog.

Atualmente estou escrevendo um romance yuri (lésbico mesmo, falando em termos ocidentais) original, impulsionada pelo desafio do Nanowrimo. Minha idéia original era postar no KaS ao terminá-la, mas, além de ainda demorar para que eu a termine, também estou pensando em submetê-la à editoras antes de publicar por conta própria. Espero futuramente poder trazer boas notícias disto para vocês.

Mas também não posso deixar o KaS sem escritos, afinal foi para isso que passei a integrar o time lá em 2008, então resolvi tirar da gaveta um fanfiction que até já comentei por aqui, mas que nunca viu a luz do dia: Don't Stop the Music, de K-On. Tenho os primeiros 13 capítulos, que formam um arco, quase prontos, então decidi que irei trazer esta obra para vocês. Estipulo que daqui a umas duas semanas, ou três, poderei postar o primeiro capítulo (logo ele é um dos que mais precisa de revisão e melhorias ^^'') mas com certeza vocês terão novo conteúdo literário em breve no blog!

Enfim, vamos terminar por aqui, afinal posts de fanfics já são enormes, que dirá com esses agradecimentos e notícias todas né! Obrigada mais uma vez e. . . nos vemos nos posts do "Reino dos /U/nicórnios" e também, em breve, com Don't Stop the Music! Até lá! o/

6 Responses so far.

  1. Anônimo says:

    Eu tinha que comentar isso, não só pelo final, mas sim por madoka... Nessa semana pós filme 3 parece q tudo deu errado e fiquei tão decepcionada que quase fiz uma loucura com uma peça da minha coleção de figuras kkkkkk Acho q isso é tudo que consigo falar sem xingar e sair soltando spoilers =p
    Agora sobre as fanfics, sou do grupo que só acompanhou essa e estou torcendo para q apareça mais por aqui! Gosto da ideia de algo original, mas quando as histórias envolvem personagens q vc conhece bem, tudo fica mais legal xD
    Agradeço o bom trabalho! o/

  2. Saudações


    E pensar que "Shadow" havia corrido alguns riscos, vide colocação da enquete...
    O final acabou sendo digno e dentro daquilo que eu realmente estava esperando que ocorresse...

    Bom trabalho, nobre Mazaki.^^

    Vejamos o que ocorrerá nas próximas semanas, tanto no que tange às novas investidas tradicionais do KaS, como também na publicação de "Don't Stop the Music".


    Até mais!

  3. Aiai, eu e minhas idas e vindas, já nem sei mais como fazer, hehehe...

    O final foi ótimo, Mazaki-san, definitivamente! Deixou um gostinho de quero mais que eu adoro, e mesmo que demore a surgir algo novo do casal-título, será muito bem-vindo quando o fizer.
    Gostei da conclusão da luta no capítulo anterior, foi diferente do que eu esperava, e ao mesmo tempo dentro do que eu queria (se eu for explicar o que quis dizer agora, esse certamente tornaria-se o maior comentário que já escrevi aqui...).
    Ah, sentirei saudades, mas agora que falou em uma fic de K-ON!, poderei respirar mais aliviado! "Don't Stop the Music" entra num ótimo momento, para mim, ao menos, hehehehe...

    E poxa, um projeto original que pretende submeter as editoras? Esse é um passo muito importante, espero que tudo corra bem! Mantenha-nos informados, na medida do possível e adequado, torço para que tudo corra bem. Sei que talento você possui de sobra, Mazaki-san, então tenho certeza que logo poderei exigir meu volume autografado e dedicado, duhuhuhu!

    Bem, infelizmente eu me perdi mais uma vez, mas tendo a encontrar o caminho de volta sempre, então vamos para o próximo desafio!

    Até, e que venham as nossas meninas do Clube de Música Suave!

    PS: adorei a menção ao Odari no fim, por menos que tenha aparecido na fic, foi um personagem muito bem colocado, do tipo que faz a diferença!

  4. Anônimo says:

    Só por curiosidade não relacionada ao post, mas vocês sabiam que Madoka Magica é plágio de Kamen Rider Ryuki?

    http://oretokudo.wordpress.com/2011/02/04/just-for-fun-kamen-shoujo-madoka/

  5. Anônimo says:

    Parabéns pelo final da fic. Espero ansiosa pelo proximo arco, mesmo que demore.

  6. Anônimo says:

    Parabéns pelo final da fic. Espero ansiosa pelo proximo arco, mesmo que demore.

Translate to your language:

Seguidores

Parceiros

Parceiros | Yuri

Kiyoteru Fansub
Gokigenyou
Moonlight Flowers
S2 Yuri
Yuri Licious
Yuri Private
Yuri Zone

Parceiros | Blogs e Sites

Anikenkai
Chuva de Nanquim
Elfen Lied Brasil
Gyabbo!
Jwave
MangaBa
Mithril
Mundo Mazaki
nbm² - Nobumami
Netoin!
Shoujismo
Você Sabia Anime?

Arquivo do Blog

Popular Post

- Copyright © | Kono - Ai - Setsu | - fonte para yuri, shoujo-ai e girls love desde 2007 -Metrominimalist- Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan -