Posted by : LKMazaki quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Olá a todos! Mastered Negima Shadow chegando em mais uma quarta-feira aqui no Kono-ai-Setsu! E dessa vez o tema é um: LUTA! Chegou a hora do confronto decisivo entre Setsuna Sakurazaki e sua cópia, Setsuna-P. Apenas uma das duas irá sair vitoriosa e, possivelmente, viva. Vamos acompanhar o início deste combate tão aguardado na série Mastered Negima!

Leitura Online (mediafire)



Aviso-legal: Mahou Sensei Negima não me pertence. Mastered Negima é uma obra de fã, sem fins lucrativos.
Mastered Negima Shadow
Capítulo 10: Criador versus Criatura



O sol acabara de chegar ao ponto mais alto do céu quando as duas figuras pousaram em uma planície que havia entre diversos morros de terra escura. Duas pessoas que em teoria deveriam ser idênticas, mas que na realidade eram a imagem da completa divergência.
Setsuna Sakurazaki tirou sua espada longa, Yuunagi, de dentro da bolsa especial que a portava e avançou a passos lentos em direção à sua opositora. Seu coração era tomado por um rancor intenso. As lembranças de todo o sofrimento que aquela outra pessoa lhe havia causado no passado voltavam enquanto a shinmei encarava os olhos que tinham o mesmo tom do seus próprios. Seu objetivo naquele local talvez fosse o mais funesto que já tivera para si: matar e apenas matar. Não havia outro caminho na mente da guarda-costas.
Setsuna-P não fez questão de sacar a espada larga que levava presa à cintura. Avançou de mãos limpas, peito aberto, com uma postura de confiança que refletia exatamente seu estado interno. O poder dos dois amuletos mágicos de tamanha força pulsavam próximos ao coração da guerreira. Uma energia tremenda que ela sabia ser mais do que o suficiente para efetivar parte de sua vingança. Ainda assim a ansiedade corria pelas artérias daquela pessoa que nascera de maneira artificial. Era o momento que esperara durante toda a sua curta vida humana. Era a sua libertação.
Quando estavam a uma distância de menos de dois metros as duas mulheres pararam de avançar, encarando-se quase sem piscar. Como se tivesse ensaiado uma dança começaram a andar em círculos, ao redor de um eixo invisível exatamente entre as duas:
― Você é tão corajosa quanto covarde, Setsuna Sakurazaki. ― disse Set-P, com um tom de provocação.
― É desse modo que guerreiros honrados resolvem suas diferenças. Apenas um contra o outro. ― rebateu a outra.
― Bom, pode ficar contente em saber que pelo menos uma vez você me ensinou alguma coisa boa.
― Eu nunca te ensinei a ser essa criatura sombria e vil, Setsuna-P.
― Claro, você me ensinou coisas muito melhores. Me ensinou o que é solidão, desprezo, angústia. De certo modo estes também serão sempre conhecimentos valiosos.
― Foi a sua ambição em ter uma vida que nunca lhe foi direto que criou toda essa trama nojenta. ― o repúdio era transparente na voz de Sakurazaki mais do que nunca.
― Pois eu acho, mestra, que foi toda a sua incompetência e presunção que te fizeram acreditar que poderia lidar com uma magia muito mais poderosa do que conseguiria.
― Magia poderosa, você se refere ao seu shikigami?
― Sim! Eu sempre estive muito além do que você poderia controlar, Setsuna Sakurazaki!
― Não seja imbecil! Se não fosse por mim você nem existia com esta forma e consciência! Você ainda seria um pedaço de papel antigo, guardado nos tesouros de um velho bruxo!
― Está tentando transformar seus erros em glórias, Sakurazaki?
Nesse momento as duas pararam de caminhar em círculos. Set-P sacou enfim sua lâmina que se tingia em parte do puro breu. Setsuna levou a mão ao cabo de Yuunagi, que continuava embainhada:
― Mas que bobagem. Eu sempre soube que não viria aqui para conversar. ― disse Setsuna.
― Se toda a sua esperança residia em conseguir me fazer sentir algum traço de culpa, pode já se considerar morta duas vezes. A primeira por essa idiotice, a segunda por tudo o que me fez de mal.
A viagem de trem até a cidade de Husdranis já estava na metade do percurso quando Negi, que estava sozinho no primeiro vagão de passageiros, foi abordado por Konoka. A expressão da maga fez o garoto perceber imediatamente que algo grave havia acontecido. Os dois foram para dois acentos mais afastados dos outros passageiros, para que a jovem lhe falasse:
― Eu. . . Não posso acreditar. ― disse o rapaz, com a expressão chocada. ― A Setsuna. . . Ela partiu sozinha?
― Sim. Eu pude sentir sua energia afastando-se do trem muito rápido.
― Ela com certeza foi desafiar a Setsuna-P. Droga. ― o garoto olhou para o lado de fora com a expressão contraída.
― É. ― a expressão de Konoka foi tão amargurada ao concordar com aquela única sílaba que Negi não quiz alongar aquele momento de silêncio que o seguiu.
― Nós. . . Nós ainda nem nos preparamos para lutar contra a Setsuna-P. O poder que ela tem por causa dos amuletos é gigantesca. ― disse o rapaz, angustiado.
― Negi, eu acho que sei o que fazer.
― Sabe? Algo que possa surtir efeito contra a Setsuna-P?
― Isso. É uma magia de exorcismo extremamente poderosa. Um círculo azul.
― Círculo Azul?! ― Negi exclamou alto devido à surpresa. Seus olhos se arregalaram e ele tentou se conter, enclinando o corpo e baixando o tom da fala. ― Mas essa família de feitiços é tão complexa e poderosa. Nunca conheci alguém que pudesse. . .
― Conhece sim. ― disse Konoka, encarando-o com veemência. ― Porém, essa é uma magia de contato.
― Você vai ter que enfrentá-la? Isso nunca! Nós estamos aqui para fazer isso, Konoka!
― Mas ainda assim eu preciso estar na batalha também. Preciso me aproximar dela até o ponto de conseguir o contato.
― Eu sei. Droga, isso é muito arriscado. Vamos reunir todos para poder traçar uma estratégia.
Negi se levantou e fez menção de correr pelo corredor para alcançar mais rápido os outros vagões, porém ele foi detido pela mão de Konoka, segurando a manga da sua camisa com força:
― Negi. Precisamos ir. Agora. Não há tempo.
― Mas. . .
― Cada minuto pode ser tarde demais. Nós ainda teremos que vasculhar por rastros.
O mago encarou a amiga. Os dois esqueceram completamente os outros passageiros, que os encaravam e cochichavam entre si. Negi entendeu:
― Ok, vamos. Eu posso manter contato com o Kamo por uma distância razoável, irei passar a instrução para que ele reuna todos e os avise.
― Certo.
E sem pensar em qualquer forma de discrição os dois magos simplesmente foram até a janela e saltaram para fora do trem em movimento. Muitos dos passageiros do vagão correram para as janelas para procurar os cadáveres, mas tudo o que avistaram foi dois vultos distantes, altos no céu, rumando para qualquer lugar que jamais poderiam imaginar.
O primeiro golpe daquele duelo mortal foi proferido por Setsuna-P. Um ataque reto e direto contra o coração de sua antiga mestra. Esta defendeu-se com precisão, sem sequer sacar Yuunagi da bainha. O impacto daquela investida fora muito maior do que o comum, o que fez Setsuna recuar alguns passos após o bloqueio.
Set-P a encarou e sorriu de leve antes de proferir o ataque seguinte. Uma sucessão de golpes rápidos e mortais que foram novamente bloqueados, dessa vez pela lâmina fina e longa da espada shinmei. Teria sido uma defesa perfeita se o último golpe da sequência não tivesse sido enjetado de uma descarga elétrica violenta. O efeito das duas espadas se chocando, somado ao poder do elemento adicionado pela ex-shikigami foi instantâneo. Yuunagi foi arrancada das mãos da sua portadora, indo cair alguns metros dali. Setsuna estava completamente aberta para um ataque.
E Set-P não deixou que essa chance escapasse. Num movimento veloz golpeou a adversária na altura do estômago. Porém, ao invés de perfurar ou cortar, o que acertou o corpo da Original foi a lateral da lâmina negra. A força foi tamanha que arremessou Setsuna a mais de cinco metros de distância.
A shinmei recuperou-se do golpe a tempo de evitar cair no chão, saltando de maneira acrobática e ficando em pé. A dor no corpo era pungente, mas ela não se rendeu a mesma, permanecendo com a postura firme.
A ex-shikigami pareceu se divertir com a situação. Setsuna estava distante da sua espada e havia sido golpeada. Apenas pela sua expressão de prazer, a espadachim originária entendeu que a outra iria tentar divertir-se com a vitória pouco a pouco.
Sakurazaki abriu suas asas brancas e deu um voo rasante em alta velocidade para apanhar Yuunagi, desviando por pouco de um golpe vertical de Set-P. Se ergueu dois metros no ar e aguardou. Com uma risada a sombra liberou suas asas negras e também subiu no ar, ficando no mesmo nível:
― Esta sendo muito mais divertido do que eu esperava, mestra. ― disse Set-P.
― Logo você não vai mais achar nada divertido, Setsuna-P. ― provocou a Setsuna original, ainda sem o fôlego recuperado do impacto que levara no abdômen.
― Acho que você ainda não entendeu qual é sua situação neste combate, Setsuna Sakurazaki. ― respondeu a sombra, alterando-se. ― Talvez seja hora de esclarecer isto, não é?
E sem dizer mais nada avançou como uma flecha, espada apontada novamente contra o coração da outra. Setsuna desviou-se do golpe, porém teve que segurar uma cotovelada que a outra proferiu contra seu rosto. Depois um chute e por fim outro corte. A shinmei decidiu que já bastava de apenas defender.
― Raimeiken! ― o golpe que fundia enegia elemental elétrica se chocou com a energia que Set-P utilizará no seu golpe, causando um clarão. As duas se desviaram e contra-atacaram simultâneamente. ― Ryurazan!
As duas lâminas se chocaram e as adversárias se afastaram novamente. A guarda-costas conseguia sentir na dor em seus braços a diferença no peso dos golpes entre uma e outra. Era clara a sua desvantagem, mas isso não tirava sua determinação em lutar até vencer.
A cada golpe trocado, porém, parecia ficar mais clara a diferença entre as habilidades atuais das adversárias. Setsuna-P tinha um sorriso sádico no rosto. Parecia deliciar-se com a crescente dificuldade da outra em defender-se.
Só que, em um momento de descuido, Set-P levou um corte profundo no lado esquerdo do rosto, quando desviou de maneira imperfeita de um ataque. Aquela falha pareceu despertar algo ainda mais sombrio na ex-shikigami que proferiu apenas duas palavras, numa voz sussurrada, antes de atacar:
― Já chega.
E o golpe seguinte foi tão ágil e poderoso que Setsuna não conseguiu sequer enxergar seu traçado antes de ter o abdômen atravessado pela lâmina agora completamente enegrecida. Tudo o que percebeu foi a dor lancinante, queimando por dentro. Seu corpo caiu ao chão e logo ela pode diferenciar uma poça de sangue embaixo de si. Fez seu esforço máximo para não perder os sentidos ali mesmo. Recobrou o pensamento e pode enxergar o rosto encoberto por sombras da adversária, pairando a alguns metros do solo:
― Vamos começar a verdadeira brincadeira.

3 Responses so far.

  1. Anônimo says:

    aaaaaaaaaah setchan :/
    adoro Mastered Negima e sempre acompanho as sagas, vc é uma excelente escritora haha!

  2. Saudações


    Impacto bem profundo neste capítulo de sua fanfic, amiga Mazaki.

    Vejamos a sequência dos fatos...^^


    Até mais!

  3. Anônimo, obrigada pela leitura costumeira para Mastered Negima :D

    Fico lisonjeada com o elogio, heheheh. Mas pra mim o que mais importa mesmo é saber que você gosta de ler a história. Espero ainda trazer mais coisas bacanas para serem lidas no KaS.

    Obrigada mesmo!!




    Carlírio, obrigada pela leitura e comentário de sempre.

    Realmente é o capítulo mais tenso até então de Shadow e até o final vai ser só essa tensão. Espero que seja do seu agrado até o fim.

    Obrigada e até a próxima o/

Translate to your language:

Seguidores

Parceiros

Parceiros | Yuri

Kiyoteru Fansub
Gokigenyou
Moonlight Flowers
S2 Yuri
Yuri Licious
Yuri Private
Yuri Zone

Parceiros | Blogs e Sites

Anikenkai
Chuva de Nanquim
Elfen Lied Brasil
Gyabbo!
Jwave
MangaBa
Mithril
Mundo Mazaki
nbm² - Nobumami
Netoin!
Shoujismo
Você Sabia Anime?

Arquivo do Blog

Popular Post

- Copyright © | Kono - Ai - Setsu | - fonte para yuri, shoujo-ai e girls love desde 2007 -Metrominimalist- Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan -