Posted by : LKMazaki sexta-feira, 7 de outubro de 2011


Finalmente vamos falar aqui no Kono-ai-Setsu sobre uma das franquias yuri mais badaladas do momento (quer você conheça, goste ou odeie). Vamos falar sobre Yuru Yuri!
~by LKMazaki

Graças a diversos fatores o mercado de animações está aberto para obras que sigam as tendências deixadas pela "avalanche K-On!" e o "yuri leve e social" é uma das características em evidência. Dentre tantas obras que agora se aproveitam disso para deixar mais desentendidos entre suas personagens do que normalmente fariam, uma delas se destaca por usar esse artifício com toda a intenção de ser clichê e fanservice, aliás, como será dito mais à frente, essa série foi feita exatamente por este motivo.

Yuru Yuri (Easy Yuri) faz questão de demonstrar isso desde o título.




Informações básicas

Originalmente um mangá publicado desde 2008 pelo autor de pseudônimo Namori, na revista especializada no gênero yuri Comic Yuri Hime e na sua edição especial Comic Yuri Hime S. Não é um 4-panel (yonkoma) e recentemente foi adaptado em uma temporada de 12 episódios.

Para mais detalhes técnicos, pesquise um pouco, o foco do artigo é a "história" e características em torno desta franquia, principalmente o anime.

História?

Bom, basicamente, temos um grupo de amigas que vivem uma rotina tranquila de estudantes, frequentando um clube que na verdade não é registrado e que não tem um objetivo específico. Como a história não quer chegar a lugar algum, elas simplesmente ficam neste clube a tarde inteira, conversando sobre qualquer aleatoriedade que surgir (chegando a fazer uso de uma "caixa de sugestões" para encontrar um tema para conversa *é sério!*).

E é isso.

É, exatamente isso, não mais histórias realmente, são capítulos soltos que na verdade só podem ser chamados de série porque tem os mesmos personagens e, bem, porque o autor está publicando como uma série. Como dito no início, esta é mais uma das características exaltadas depois da "avalanche K-On!".

Personagens

Do quarteto principal:

Akaza Akari: suposta protagonista da série, mas que desde o primeiro episódio tem sua participação ofuscada por todas as outras personagens mais ativas ou marcantes do que esta calma e simpática garotinha. Aliás essa falta de presença da personagem é explicitamente explorada no anime, com piadas em todos os momentos possíveis, mas vamos falar mais disso quando entrarmos no ponto da metalinguagem de Yuru Yuri.


Toshino Kyouko: energética, curiosa, mimada, levemente obssessiva e sem qualquer noção da realidade, Kyouko é a típica "cara de pau que todos amam" com o leve diferencial de ter um design extremamente fofo e meigo (como já é padrão em toda a série). É a personagem que mais, se é que se pode dizer assim, movimenta a trama de Yuru Yuri, pois é quem inventa algo para que as personagens não passem o tempo inteiro somente conversando ou dormindo ao redor da mesa do clube de diversão que as personagens formam para si.


Funami Yui: por algum motivo misterioso (e emocionante para os fanáticos fãs de yuri) essa calma e sensata jovem é melhor amiga desde a infância de Kyouko. Tem um aspecto responsável, inclusive morando sozinha em um apartamento (que está sempre em perfeita ordem, quando Kyouko não está lá). Parece sempre segura, mas esconde um lado mais solitário que a loira consegue revelar por já conhecê-la bem. 





Yoshikawa Chinatsu: falando de um modo bem pessoal - eu tenho muito medo da Chinatsu-chan! Ao surgir na trama, acreditamos que ela vai ser apenas a típica garotinha moe, sofrendo com os abusos da louca Kyouko, mas logo ela demonstra ter muito mais personalidade do que isso. Não somente afugenta Kyouko, admira Yui, como vai demonstrado ser uma pessoal totalmente obssessiva em relação principalmente a sua senpai (Yui). Não são poucas as vezes que ela faz questão de nos lembrar que um rostinho meigo não diz nada.


Personagens do conselho estudantil:

Sigiura Ayano: vice-presidente do conselho estudantil que a princípio parecer ser apenas alguém que gosta de vir importunar o grupo principal (ou simplesmente trazer um pouco de racionalidade), mas logo todos passam a concordar com Chitose (ver a seguir) que na verdade tudo o que a garota quer é uma chance de ver Kyouko. Alias, particularmente, ainda que ela tente em alguns pontos passar o aspecto da tsundere, com sua implicância com a loira, ela mais consegue é tornar-se fofa e carismática com isso.


Ikeda Chitose: a personagem que explodiu em popularidade com o lançamento do anime. Não somente porque ser a garota quietinha que na verdade se revela uma maldosa que vive perdendo sangue por imaginar "yurices" com Ayano e Kyouko, mas por ela ser MUITO maldosa e sangrar realmente.... MUITO! Vai entender. . .  de toda a forma ela protagonista inúmeras das cenas mais hilárias na série.


Omuro Sakurako: essa sim é a tsundere de Yuru Yuri. Tem uma rivalidade extrema com Himawari, em disputa dentro do conselho estudantil, formando com esta, ao mesmo tempo, o casal mais popular entre os que conhecem a franquia. Mimada, demonstrando muitas vezes uma preguiça e burrices acima do padrão.











Furutani Himawari
:  em contra partida, Himawari é muito mais controlada, pelo menos em público, em relação à sua rivalidade/amor com Sakurako. (Sinceramente eu não sei muito o que escrever sobre estas duas, não sei de onde as pessoas conseguem material para se tornar tão fanáticas xP).









Metalinguagem

Yuru Yuri é uma grande sátira de si mesmo e do gênero yuri. A todo o instante somos bombardeados de piadas com relação ao papel dos personagens, à cores de cena, a formato de quadros (isso citando mais exemplos do mangá). Aliás, é realmente hilária a passagem de um capítulo especial em formato 4-panel, onde descobrimos que Akari tem claustrofobia e passa mal graças ao formato diminuto dos quadrinhos do estilo yonkoma.

Chinatsu-chan também foi afetada pela falta de presença da protagonista, ficou invisível!


O anime traz, na medida do que é possível adaptar, esse espírito de "piadas sobre a piada", colocando em um ritmo mais adequado para animação, apesar de muita coisa ficar apenas nas páginas breves da obra desenhada por Namori.

Aliás, em uma das correntes de discussão sobre Yryr *Yuru Yuri* defende que o valor da série está exatamente em sua força de metalinguagem. Através de suas páginas ou episódios, diversos paradigmas impostos dentro do gênero yuri são questionados ou simplesmente ridicularizados, mostrando como "é bom quebrar às regras".

Claro que muita gente acha que é só uma bobagem tremenda.

O anime

Falando resumidamente, já que realmente não sou a pessoa mais indicada para falar de cores e estúdios, podemos dizer sem medo que a versão animada de Yuru Yuri é satisfatória e cumpre bem o seu papel de fomentar novos fãs e alegrar aos que já acompanham a anos o mangá mais descontraído e divertido da Comic Yuri Hime.

A trilha sonora, particularmente por ser um ponto que sempre me chama a atenção, é leve e simples. As músicas são do tipo feitas na medida para grudar e não sair mais da cabeça. Tão batido, mas tão viciante, como toda a série.

As seyuus são em esmagadora maioria novatas, estreiantes e gente com pouca experiência, mas isso não significa que a qualidade seja pouca. As vozes são muito bem encaixadas em cada personagem, demonstrando bem a impressão que o autor tentou colocar em cada uma (sério, a Sakurako me irrita também com a voz dela!). Talvez o maior nome seja o de Aki Toyosaki, já imortalizada como Hirasawa Yui (K-On!) que faz aqui a "Hanaji Girl" Chitose. Parabéns a todas por este trabalho.

Talvez o único aspecto que, no anime ficou ainda mais marcante como uma falha, foi a introdução de novas personagens até o episódio 9 de 12. Se com essa quantidade de episódio não há como explorar tanto as personagens centrais, imagine as "retardatárias"?

Quem é você mesmo? Ah, a garotinha que não fala. . . legal.


As polêmicas

Nossa, essa parte aqui renderia um pouco inteiro sozinha! (Na verdade eu já escrevi um post assim, mas preferi começar introduzindo ao KaS com um review da série e aproveitar para unir os textos XD).


Talvez não seja tão evidente para quem acompanha apenas os canais de comunicação em português (sobre yuri e shoujo-ai, ok?), mas nas comunidades internacionais espalhadas por tantos endereços novos e antigos, Yuru Yuri é um título que gera controvérsias enormes. Não é exagero dizer que são "brigas de xingar a mãe."

o tipo de série que não é você quem diz - nossa, que coisa apelativa e moe besta - mas sim a própria série que te diz, com um sorriso malandro - oi! sou uma série moe e besta, mas adivinha só, você vai adorar isto!.

Vejamos o que encontrei vasculhando a rede (retirado diretamente do outro post que escrevi antes sobre Yuru Yuri)

***

Yryr em si é uma série que polemiza diversos aspectos do gênero (ou agrupamento de gêneros, como é meu ver) yuri de várias maneiras diferentes.

Claro que todas essas discussões que são levadas a extremos de amor e ódio são fúteis, mas ainda assim são interessantes para questionar diversos pontos sobre o gênero atualmente.

Vamos ver os principais pontos de guerra entre os otakus (fóruns anônimos dão uma liberdade de expressão que assusta com seus resultados!)

"Essa série é para estranhos pervertidos! Não fãs de romance yuri"
"Mas o yuri é em si feito para estranhos pervertidos!"

Eis aqui a sempre presente batalha entre o que é o o que não é yuri.

Particularmente não vou nunca entender porque nós ocidentais somos tão resistentes as diferenças entre yuri e shoujo-ai. Uma mania de generalizar as coisas que faz o termo yuri ficar sobrecarregado de significado e interpretações conflituosas.

"Isso é uma comédia, não um romance!"
"Isso é uma comédia romântica, então pode muito bem entrar na parte mais séria do romance"

Bom, essa discussão entra quando começa-se a se questionar sobre casais canon dentro de Yryr.

O que dizer? Por um lado temos fãs desesperados de conteúdo yuri que esperam ansiosos por algo a mais do que insinuações (fortes neste caso), bem ao estilo da imaginação de Chitose ou as fantasias *da intragável* Chinatsu.

Do outro lado temos os que acreditam que todas as insinuações, não existe uma personagem sequer neste anime que possa ser dita "uma yuri de verdade".

Claro que existem outros que (como eu também) tem uma visão menos extremista da coisa. Existem sim personagens "yuris" no sentido atual do termo, mas a série muito dificilmente irá ter algo mais do que as insinuações (e beijos roubados? #gota), afinal o objetivo é ser uma comédia que usa, abusa e ridiculariza os clichês do yuri.

Sim, eu disse ridiculariza, este aliás é o ponto de base para outra discussão relativa a série, mas vamos nos manter no foco.

E os fanáticos deliram


"Yuru yuri é a salvação do gênero!"
"Como assim?! Yuru Yuri é a ruína completa do yuri!"

Tentando não entrar nessa questão pertinente dentro do fandom (ó como seria bom se esse fandom no Brasil fosse mais expressivo, mas vamos em frente...), infelizmente esta é uma questão que depende muito do que falamos anteriormente sobre conceito sobre o gênero e etc.

Se separmos as coisas para analisar: é, YrYr é um problema para o shoujo-ai por tornar ainda mais mainstream o "yuri fanservice"; mas para o yuri em si é mais um anime para fazer coro com todos os que vem empurrando a todos a presença perene de "garotinhas fofinhas que fazem fanservice com outras garotinha fofinhas".



E existem discussões ainda mais bizarras, só para exemplificar:
"Você está querendo dizer que os otakus aceitam o yuri se for somente uma insinuação, mas se as personagens confirmarem realmente ser homossexuais eles detestariam?"
"Exatamente"

Otakus, seus homofóbicos! Pois é, tem opinião pra tudo mesmo ein. Sinceramente, generalizar não é sempre uma boa opção, apesar de ser a primeira. (Espero que pelo menos 20% de vocês, leitores do Kono ai Setsu, não concordem com essa ideia XD)

***


Yuri Yuri

Uma coisa que poucos sabem é na verdade Yuru Yuri é baseada em um outro mangá, chamado "Yuri Yuri" de autoria do mesmo Namori, que é de fato um romance onde aparecem algumas personagens que posteriormente se tornaram o elenco de Yryr. É difícil encontrar conteúdo sobre essa série, mas existem alguns poucos capítulos disponíveis em scanlators internacionais como o dynasty-scans.

Conclusão

Com certeza esse é um anime bobo que dá muito pano para discussões, principalmente para os ufanistas que gosta de argumentar sobre valores e ideais que todas as histórias do gênero shoujo-ai e yuri devem carregar consigo. Mas é realmente uma distração muito boa, rendendo boas risadas, então não pense demais e somente se divirta com este mundinho parado e cheio de yurices.

Ah, ainda acho que o Namori tentou fazer algo mais a série com Yuri Yuri, mas percebeu que sacanear tudo e todos daria muito mais dinheiro, e nasceu Yuru Yuri!

Fim!



Entre você também na campanha #AbaixoAoReviewde7Parágrafos , por comentários mais elaborados sobre animes, afinal eles merecem e nós também, ne gente ;D

4 Responses so far.

  1. Saudações


    Em primeiro lugar, acredito substancialmente que a retirada que destes da blogagem "mais séria" converteu-se em um ótimo resultado para ti, Mazaki.

    Do ponto de vista mais direto e natural, Yuru Yuri é um anime simpático ao seu modo. Mais do que isso: considero a obra muito honesta em suas promessas e naquilo que entrega sob as mesmas.

    Particularmente, o fato da protagonista ser bem "apagada" no anime dá um ar diferente. Passa uma sensação nova. Deixa o anime mais gostoso e interessante de se assistir (sim, foi isso o que senti).

    Tal como a experiência que tive com A-Channel, Yuri Yuri conseguiu mostrar uma característica na qual senti falta em algumas partes do primeiro anime citado: o fator diversão. na obra por ti comentada, Mazaki, a diversão existe (muito embora não seja plena) de uma forma bem sutil em algumas partes, e escancarada em outras partes.

    Por mais que A-Channel seja, no meu conceito, visualmente mais bonito e um tanto quanto mais caprichado, Yuru Yuri é mais [fofo] e honesto naquilo que quer passar.

    Texto mais do que indicado. Uma ótima review. Seja bem-vinda novamente, Mazaki.


    Até mais!

  2. Aêh, um texto sobre um anime yuri escrito pela Mazaki, que emoção u.u

    Gostei muito, mas muito mesmo da sua resenha. Ainda não assisti, mas já estou pronta pra maratonar a série. E que bom que você aceitou escrever o post, adorei. =)

    Agora, agente pede bis XD

  3. reo-chan says:

    acho seu blog uma merda, mas seu artigo do yuruyuri esta ótimo esta do jeito que eu estou pensando.

    gênero yuri morreu no straw fato porra.

  4. Anônimo says:

    Olá.

    Vi Yuru Yuri num blog de um autor que tem uma escrita péssima (amo muito shojo-ai e parece que se tem pouco conteúdo sobre o assunto) . No inicio logo pensei " Que anime bestinha".

    Mas então assisti o primeiro episodio e viciei, é serio! Amo a personagem Toshino Kyoko de paixão, ela é a cara de pau, palhaça e safada mais fofa dos animes! Ayano e Chitose também são minhas favoritas.
    Quanto ao fato de ser yuri ou não...eu não me importo, ate porque prefiro uma coisa mais kawai a putaria mesmo...e a comedia so deixa tudo mais perfeito!

    Até mais!

Translate to your language:

Seguidores

Parceiros

Parceiros | Yuri

Kiyoteru Fansub
Gokigenyou
Moonlight Flowers
S2 Yuri
Yuri Licious
Yuri Private
Yuri Zone

Parceiros | Blogs e Sites

Anikenkai
Chuva de Nanquim
Elfen Lied Brasil
Gyabbo!
Jwave
MangaBa
Mithril
Mundo Mazaki
nbm² - Nobumami
Netoin!
Shoujismo
Você Sabia Anime?

Arquivo do Blog

Popular Post

- Copyright © | Kono - Ai - Setsu | - fonte para yuri, shoujo-ai e girls love desde 2007 -Metrominimalist- Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan -