Posted by : Roberta Caroline domingo, 5 de junho de 2011

Imagine você, uma garota – que se acha - sexualmente bem resolvida que por um acaso do destino acaba tendo que lidar com uma situação inusitada; uma outra garota se declarando e usando de todo seu charme para te conquistar! Essa é a premissa básica de Love Vibes, que gira em torno de uma garota e seu relacionamento fracassado com um cara comprometido e que até então se achava hetero, mas que tem que lidar com uma montanha russa de sentimentos que envolvem principalmente sua sexualidade. Afinal, o fato de ela estar se envolvendo com outra garota já á torna uma garota bi ou lésbica? E por que então, tais palavras que até pouco tempo não lhe despertava nenhuma emoção, agora lhe parecem terrivelmente assustadoras?

Essa é Mako, uma jovem universitária – provavelmente na faixa dos 18/20 anos – que se envolve sexualmente com Shouji - uma velha paixão – mesmo sabendo que este já tinha uma namorada. Ela que sempre se sentiu atraída por ele, acaba se deixando levar pelas emoções, mas nenhuma garota quer ser deixada sozinha numa cama pelo seu parceiro logo depois de uma transa e assim o que inicialmente era uma grande fantasia, acaba se tornando muito doloroso para Mako, que cada vez mais se vê perdidamente apaixonada por ele. Mas ele tem uma namorada e é pra ela que Shouji volta toda vez que satisfaz seus desejos sexuais com Mako e isso faz com que ela se sinta como um objeto... “pra usar e jogar fora, depois de ter prazer”...


“Eu te amo, mas finjo que não amo tanto assim, como se eu tivesse gostando de ser a garota com quem você se diverte...”

Nesse meio tempo, enquanto olhava vagamente um cd de uma banda que a fez lembrar de Shouji, ela conhece Mika, uma garota super simpática que começa a puxar assunto com ela. Mika é extremamente sedutora e não perde a oportunidade de lhe convidar para tomar um chá, assim como também não perde a oportunidade de flertar com Mako a todo instante e colocar em evidência sua personalidade forte e decidida.

Mika: Ei, está livre agora?
Mako: Sim.
Mika: Vamos tomar uma xícara de chá?
Mako: Você está pedindo?
Mika: Não, estou tentando te fisgar.
Mako: Me... fisgar?
Mika: É que eu gosto de fazer amizades com garotas bonitas.”

Mako acaba voltando a se encontrar novamente com Mika, que para selar a amizade entre as duas lhe da um beijo que apesar de não ter lhe pedido permissão, não encontrou grande resistência. Inicia se ai o triangulo amoroso da história. Mako termina com Shouji, mas ele ainda continua insistindo para voltarem e enquanto isso ela se torna cada vez mais intima de Mika, que continua tentando lhe conquistar. Mako não retribui os sentimentos de Mika e nem permite que a garota se torne algo a mais, mas também á mantém por perto o tempo todo. Mika se declara a todo instante, mas Mako acha um relacionamento entre duas mulheres algo muito estranho e diz não partilhar da mesma preferência que a amiga. E aqui se faz presente algo que é um dos pontos altos do mangá, que são as frases de efeito, como quando Mika questiona Mako se por um acaso se apaixonar é algo como “preferências”, emendando logo em seguida que “Amor é amor, seja com homem ou mulher”.

"Os lábios dela eram delicados e, no instante que tocaram os meus, parecia que eles tinham grudado um no outro, isso me surpreendeu. O fato de eu perceber que eu estava a beijando me surpreendeu ainda mais."


O que Mako não percebe ou não se deixa perceber, é que ao contrário do que pensa, já está completamente ligada em Mika. Eventualmente ainda aparece uma quarta personagem, Shouko, uma garota que tem um perfil seme (na linguagem do mundo yuri ou yaoi, se trata da pessoa que é a dominante da relação) e faz a linha do “príncipe encantado”. Mako acaba tendo uma recaída e voltando para o ex, fato que faz com que ela e Mika se desentendam. Abalada, Mika acaba se envolvendo com Shouko e se afasta de Mako. É o tipo de atitude de quem quer fazer sua ausência ser sentida e que com o coração despedaçado não se importa em usar outra pessoa para chamar a atenção de quem lhe interessa.

Comentários gerais

Love Vibes é um mangá com um enredo muito raso e clichê, mas que sempre funciona se bem executado, pois as armas usadas são as emoções e sentimentos das personagens centrais da história. Elementos estes que sempre levam outras pessoas a se identificarem com a saga das personagens. Este é o caso de Love Vibes, que se caracteriza bem como um josei (mangás voltados para garotas jovens ou mulheres adultas) e faz uso de toda a linguagem oriunda desse demográfico.  Assim como também é um grande slice of life de drama, que faz a trama se estender entre muitos diálogos e pouca ação/ou praticamente nenhuma neste caso.

Quem ai já leu Honey e Clover (mangá josei publicado aqui no Brasil pela Panini)? Se não leu saibas que esta perdendo uma grande história, se já, preciso dizer que Love Vibes usa o mesmo recurso que Chika Umino se utiliza para expressar o que cada personagem está sentindo em seu mangá. Além de ganhar ares poéticos em cada frase ou pensamento - o que com certeza te deixa à impressão de estar lendo um autêntico romance – esse recurso ainda aproxima mais o personagem e o leitor, que vai se identificar com cada frase pronunciada, como se aquilo estivesse ali especialmente pra ele.


Além de ser um drama romântico, Love Vibes também trabalha em torno da descoberta da homossexualidade e as conseqüências que isso trás para as pessoas que se descobrem apaixonadas por alguém do sexo oposto. E nesse sentido Love Vibes é bem feliz pois consegue retratar bem o choque emocional e a recusa instintiva ao perceber que será vista de uma forma diferente pela sociedade. Também há que se mencionar que  Erica Sakurazawa trabalhou bem os conflitos emocionais de suas personagens mas que em determinado momento acaba perdendo um pouco o fio condutor da história ao explorar demais a indecisão da personagem. E este problema é muito comum em mangás de dramas românticos, em Video Girl Ai, Massakazu Katsura explora tanto a indecisão de seu protagonista que quando chega o clímax, já está todo mundo de “saco cheio” daquele melodrama sem fim, o que acaba ofuscando um pouco o “The End”.

"Me diz, como eu posso chegar mais perto de você? O que devo fazer? É a primeira vez que me encontro nesse tipo de situação, então não sei como agir."

"Eu a amo tanto, mas não consigo falar pra ninguém sobre nós. Eu sou tão covarde. Sou uma completa fraca."

Mas até que a Erica Sakurazawa consegue se equilibrar bem e ainda que a parte final não tenha mais o mesmo vislumbre do inicio, ainda consegue te prender. Mas o meu problema mesmo, é com a forma abrupta que a história termina. Acredito que tenha sido intencional, algo que alguns autores adoram fazer que é deixar aquele sentido vago, de como se “a história continua, mas vocês não vão ver nadinha além daquele quadro”.  Como a relação entre Mako e Mika, sem dúvidas foi a coisa mais interessante deste mangá, esperava algo incisivo ou diálogos com a tamanha perfeição que se fazia presente nos primeiros capítulos.

Comentários finais

Eu descobri Love Vibes e sua mangaka, Erica Sakurazawa bem por acaso e além da sinopse convidativa, o traço incomum foi o que mais me chamou a atenção. Não por ser particularmente bonito, mas pela forma como a Erica desenha suas personagens, sempre com feições muito exageradas, mas tudo muito proporcional e apesar de não ser tão atraente, é chamativo. Como toda autora de joseis, o traço é meio desleixado propositalmente, mas nota-se durante os capítulos uma certa inconsistência além do normal.


Love Vibes foi publicado na revista Young You da editora Shueisha e teve um total de 07 capítulos, sendo lançado em volume encadernado logo depois. Não só por ser apenas um volume, mas Love Vibes é uma excelente leitura, independente de qual tipo de interesse você tenha pelo sexo oposto. O mangá ainda ganhou um filme live action recentemente chamado Kakera -A Piece of Our Life, é bastante incomum que alguma série yuri ganhe adaptação com atores reais, mas faz por merecer . Espero ter a chance de assisti-lo logo.

Revista: Young You
Volumes: 01
Ano: 1996
Autora: Erica Sakurazawa
Demografia: Josei/Yuri
Gênero: Romance, Drama

Translate to your language:

Seguidores

Parceiros

Parceiros | Yuri

Kiyoteru Fansub
Gokigenyou
Moonlight Flowers
S2 Yuri
Yuri Licious
Yuri Private
Yuri Zone

Parceiros | Blogs e Sites

Anikenkai
Chuva de Nanquim
Elfen Lied Brasil
Gyabbo!
Jwave
MangaBa
Mithril
Mundo Mazaki
nbm² - Nobumami
Netoin!
Shoujismo
Você Sabia Anime?

Arquivo do Blog

Popular Post

- Copyright © | Kono - Ai - Setsu | - fonte para yuri, shoujo-ai e girls love desde 2007 -Metrominimalist- Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan -