Posted by : Se-chan quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

Olá pessoal!
Não quero ser otimista, mas o KAS tá começando a ser mais direito né? Digo, ter postagens mais regulares. Espero que o meu trabalho e o da Mazaki estejam agradando a todos. Porém, se não estiver, podem criticar! Faz parte dar uma capotada no Rally Dakar sabe! (Que comparação..... XD)

Eu tenho lido alguns livros sobre J-pop para meu trabalho de conclusão de curso (Ensino sobre J-pop nas escolar normais, basicamente) e tenho me deparado com uns conhecimentos a mais do que simplesmente entender sobre o que eram certas séries que sempre ouvi falar (como exemplo, Berusaiyu no Bara – A Rosa de Versalhes). Coisas como cultura japonesa em geral, ou o panorama da civilização em meio a destruição pós segunda guerra mundial.

Um destes destaques que me surpreendeu e que quis colocar como postagem aqui, vem do livro “JAPOP: O Poder da Cultura Pop Japonesa” da Cristiane A. Sato, pesquisadora renomada sobre J-pop desde meados da década de 90. A parte que me chamou a atenção foi quando estava lendo sobre Sailor Moon, assunto básico em qualquer livro que lide com mangás conhecidos, tanto no ocidente, quanto no oriente. Ela estava explicando a história, sobre as Sailors, e por fim falou pelas presenças de Sailors yuris e de, no final da série, de Sailors que eram homens que se transformavam em mulheres em sua versão Sailor.



Esses fatos no Japão não influenciam muito numa obra. É bem fácil mesmo achar alguém com este tipo de opção sexual em animes/mangás bem populares, como Touya/Yukito de Card Captor Sakura, assim como a Tomoyo do mesmo, aquela moça que era gato no Bleach também tem um rolo Yuri pelo que sei, e até tem séries que usam estas opções sexuais como apelação ou comédia em certos enredos. Mas onde quero chegar é como isso tem um efeito bem diferente no ocidente.

No Brasil não temos muitos problemas com isso, até onde sei. Sailor Moon veio com uma dublagem normal, assim como Card Captor Sakura, com todas as insinuações e afirmações. Porém, não foi o mesmo caso nos nossos “amiguinhos” do norte, bem norte, americanozinhos “from” USA. Muita gente sabe, mas não sei se todo mundo, então vou explicar.



Sailor Moon é uma das maiores destruições em dublagens feitas nos EUA que tenho em meu conhecimento. Para começo de conversa, as nossas queridas Sailors Urano e Netuno não tem nada de .... “profundo” em seu relacionamento. Não é um relacionamento segundo a dublagem americana. Elas foram transformadas de um dos mais famosos casais yuris da história, para simples, sim, simplesmente, primas. Todas as cenas suspeitas, ou descaradas tiveram uma dublagem totalmente alterada da original nipônica e se teve (não lembro) alguma cena realmente descarada, ela foi cortada.

Não sei se vocês lembram, mas o primeiro episódio que a Urano apareceu a Usagi (Serena – Moon) e a Minako (Mina – Venus) ficaram correndo atrás dela pensando que ela era homem, babando olhando, e no final do episódio elas descobrem que era mulher. Fico pensando se este episódio foi cortado, não me surpreenderia. Ou a Urano seria homem, mas ai entraria para a mesma história “dos” Sailors Stars.



Bom, a história de Card Captor Sakura acabou sendo colocada nas mãos dos brasileiros de forma intocada, mesmo não tendo a exibição do primeiro movie. Sakura era Sakura, Syaoran era “Shoran” (não consigo o chamar do modo certo u.u), Tomoyo era uma lunática pela Sakura e pelo Touya, e este e Yukito tinham aquele climinha yaoi, né? Lembram que “Shoran” só aparecia no ... 7° episódio, que ele e Sakura foram o casal mais fofo que apareceu do mundo dos mangás/animes aqui nas nossas terras brazucas e o anime/mangá era Shoujo?

Pois é, para nossos “simpáticos” dos EUA, Card Carptor Sakura começava no 7° episódio, Sakura era apenas rival de “Shoran” (Sim! Sem romance!!), o garoto não tinha queda por Yukito (Alias, nem a Sakura tinha! O.o) e o anime mais aparentava Shonen do que Pokémon! Sim, era um anime sobre capturar cartas, e não um lindinho mundo de cores e romances em meio à magia e muita fofura (Nessas horas eu digo com mais orgulho ainda que vivo no Brasil u.u).



Agora entendem por que não devemos pegar os animes com a dublagem americana e depois re-dublar? Entendem então por que Pokémon não teve aqui o episodio que deixou os japinas doentes dos joios (entendam “olhos” XD) ou o que o James se traveste pra ganhar um concurso de beleza? Por que ele foi dublado a partir dos EUA! Ta-dã~! Mágica né? Agora entendem por que, apesar da maravilha ocidental do mundo otaku, não se deve confiar sempre nos “United States”? Pois é! Deixemos os carinhas com as dublagens deles que a gente faz melhor! (/o/)

Mas querendo só dar um final legal, quero deixar aqui uma citação do livro “JAPOP”:

“A presença de personagens homossexuais em mangás e animês direcionados ao público infanto-juvenil, embora não choque ou cause reações de aversão entre os japoneses, no ocidente é vista como apologia ao homossexualismo, e por isso tais mangás e animês são frequentemente censurados no exterior. Tal choque de conceitos resulta da diferente fundamentação religiosa que rege o comportamento de japoneses e ocidentais quando o assunto é a homossexualidade. A escala de valores ocidental, baseada no raciocínio judaico-cristão, condena a homossexualidade como um crime e propicia comportamentos de aversão tão radicais que chega ao ódio gratuito ao homicídio (embora matar, de acordo com os Dez Mandamentos, seja a primeira proibição da lista).”

Acho que acabo aqui a postagem. Espero que tenham entendido a mensagem:
“Nunca vejam animes dublados em inglês!”
To brincando! (Heheh)
Mas que esse pessoal não exagere assim né? As pessoas precisam ser compreendidas, mesmo com diferenças (u.u).
Até a próxima!! o/

5 Responses so far.

  1. Anônimo says:

    yoroichi de bleach, não é lésbica. ela gosta um pouco do ichigo kurosaki que eu saiba.

  2. Anônimo says:

    yuri e yaoi em séries infantis como sakura card captor e sailon moon, descupa ai; os americanos fez o certo. yuri tem que ter em séries yuri não em desenhos de crianças ta entendendo.ta serto americano a fazer isso.
    mas corcodaria tipo censurarem o strawberry, sasameki koto e etc séries de yuri yaoi ái sim, cocordo com vocÊ.
    outra não vai si enfesa com que eu disse, só é minha opinião por que você abordo 2 séries: infantis que eu saiba.que abusa do yuri e o yaoi ao mesmo tempo.

  3. Se-chan says:

    Bom, não me irrito não, é só uma opinião diferente.
    Bom, tanto Sakura quanto Sailor Moon não são séries infantis não. Só por que vimos na nossa infância não quer dizer que seja. Tivesse algum tipo de influencia por ver o Touya e o Yukito com insinuações? O.o Eu não tive.
    yuri/yaoi em séries do Clamp sempre tem, então, acho normal.
    Nunca vi uma criança reclamando sobre esses casais, no máximo, tive várias conversas sobre se eles seriam verdadeiros casais ou não, o que acho interessante para as crianças não olharem com maus olhos esse tipo de coisa.

  4. Anônimo says:

    muitos sites do gênero que começa com [y] e [m] fica irritados com a minhas opinioes descupa ái,não sabia que sailon e sck não era infantis! to sabendo agora. todas as revistas untra joven que eu tenho: diz que é infantis pelo menos aqui, em nossa terra blazucas.

  5. Tem um filme também, antigo, de terror, que são 3 contos, acho. Acho que é o Black Sabbath, não lembro,; onde, um dos contos envolve duas lésbicas, só que na versão americana (o filme original é italiano, acho), a relação das duas num é lésbica, acho que até cortaram imagens e tudo mais pra esconder isso. Agora, porque eu não sei, já que os EUA é muito mais liberal que o Brasil, por exemplo...

Translate to your language:

Seguidores

Parceiros

Parceiros | Yuri

Kiyoteru Fansub
Gokigenyou
Moonlight Flowers
S2 Yuri
Yuri Licious
Yuri Private
Yuri Zone

Parceiros | Blogs e Sites

Anikenkai
Chuva de Nanquim
Elfen Lied Brasil
Gyabbo!
Jwave
MangaBa
Mithril
Mundo Mazaki
nbm² - Nobumami
Netoin!
Shoujismo
Você Sabia Anime?

Arquivo do Blog

Popular Post

- Copyright © | Kono - Ai - Setsu | - fonte para yuri, shoujo-ai e girls love desde 2007 -Metrominimalist- Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan -